Careiro sedia fábrica de processamento de óleos

Separada pelos rios Negro e Solimões, a cidade de Careiro Castanho, a 102 km de Manaus, ganhou sua primeira indústria de processamento de óleos naturais, a Cupuama Óleos. A microempresa do interior do Amazonas inaugurou sua sede, há alguns dias, com equipamentos transferidos da Crodamazon para extração de óleos e manteigas de sementes.

A transferência dos ativos para uma microempresa local faz parte do plano estratégico de crescimento da Crodamazon, uma empresa do grupo Croda. Segundo a diretora técnica da Croda do Brasil, Vânia Pacchioni, a meta agora é investir em novos negócios e no desenvolvimento de produtos obtidos da biodiversidade brasileira.

“Quando a Crodamazon foi fundada, a cadeia produtiva para a produção de óleos naturais não estava consolidada. A Croda então assumiu todas as etapas da produção, como a extração e o refino, até que encontrasse um parceiro em condições de absorver este processo”, explicou Vânia, que esteve presente na inauguração da Cupuama Óleos.
Os equipamentos serão pagos pela microempresa com parte da produção, o que dá à Cupuama Óleos condições de assumir o maquinário, além de ter a Croda como cliente. O refino da manteiga de cupuaçu continuará sendo feito na planta da Croda em Campinas, fábrica modelo equipada segundo os padrões de Boas Práticas de Fabricação. “Também planejamos transferir o refino, para que a Crodamazon dedique-se exclusivamente no desenvolvimento das linhas de produto”, explicou Vânia.

Parceria antiga

A Cupuama era uma das maiores fornecedoras de semente de cupuaçu na primeira fase da Crodamazon. Foi escolhida para dar continuidade ao projeto pela experiência no manejo de espécies da Amazônia e o respeito às práticas sustentáveis. “Nós ficamos muito felizes com esta parceria Cupuama e Crodamazon, pois está trazendo muitos investimentos para a região, gerando empregos e diminuindo o êxodo rural. É a primeira indústria a ser implantada no município”, disse o prefeito de Careiro Castanho, Hamilton Alves Villar, durante a inauguração.

Capacitação de produtores

A Cupuama Óleos começou, no mês passado, em parceria com o Idam (Instituto de Desenvolvimento Agropecuário do Estado do Amazonas), treinamentos com os produtores de cupuaçu e funcionários para adequar sua estrutura aos requisitos de Boas Práticas de Fabricação. Segundo a diretora da empresa, Fátima Barreto Sales a empresa também pretende fazer com os produtores locais o que a Crodamazon fez com a Cupuama. Para ampliar sua estrutura, ela planeja transferir para as famílias os processos de fermentação e secagem das sementes.

Estratégia de Mercado

A transferência dos ativos para uma microempresa local faz parte do plano estratégico de crescimento da Crodamazon, uma empresa do grupo Croda. Segundo a diretora técnica da Croda do Brasil, Vânia Pacchioni, a meta agora é investir em novos negócios e no desenvolvimento de produtos obtidos da biodiversidade brasileira. “Quando a Crodamazon foi fundada, a cadeia produtiva para a produção de óleos naturais não estava consolidada. A Croda então assumiu todas as etapas da produção, como a extração e o refino, até que encontrasse um parceiro em condições de absorver este processo”, explicou a diretora técnica da Croda do Brasil, Vânia Pacchioni.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email