Capacitar para a excelência na liderança

Desde o começo, você poderá criar um programa para desenvolver esses líderes, supervisionar o progresso deles, capacitá-los para que façam o trabalho e, por fim, fazer com que eles passem adiante esse legado.

Desenvolva um relacionamento pessoal com as pessoas que você capacita

Todos os bons relacionamentos de mentorização começam com um relacionamento pessoal. À medida que as pessoas de sua equipe começarem a conhecê-lo e gostarem de você, o desejo delas de seguir suas orientações e aprender com você aumentará. Se não gostarem de você, não terão vontade de aprender com você, e o processo de capacitação se torna lento ou até mesmo cessa.

Para desenvolver um relacionamento, você deve começar ouvindo a história de vida das pessoas, a jornada delas até então. Seu verdadeiro interesse significará muito para elas. Além disso, irá ajudá-lo a conhecer os pontos fortes e fracos dessas pessoas. Faça-lhes perguntas sobre seus objetivos e o que as motiva. Descubra que tipo de temperamento elas têm. Você certamente não quer capacitar e desenvolver uma pessoa, cujo maior amor esteja em números e relatórios financeiros, para que ela assuma uma posição onde estaria consumindo 80% de seu tempo lidando com clientes contrariados.

Uma das melhores maneiras de conhecer as pessoas é observá-las fora do ambiente de trabalho. As pessoas normalmente são cautelosas no trabalho. Tentam ser aquilo que os outros querem que sejam. Ao conhecê-las em outros ambientes, você poderá saber quem elas realmente são. Tente descobrir o máximo de informações possíveis a respeito dessas pessoas e faça o possível para conquistar o coração delas. Se você ganhar primeiro o coração delas, elas terão prazer em dar-lhe as mãos.

Compartilhe seu sonho

Enquanto estiver conhecendo as pessoas de sua equipe, compartilhe seu sonho. Isso irá ajudá-las a conhecer você e saber que direção você está tomando. Não há nenhum outro gesto que melhor exporá seu coração e sua movimentação a essas pessoas.

Woodrow Wilson certa vez disse: “Crescemos por causa dos sonhos. Todos os indivíduos notáveis são sonhadores. Eles veem as coisas em meio à leve neblina de um dia de primavera, ou em meio à vermelhidão de uma longa noite de inverno. Alguns de nós deixam esses grandes sonhos morrerem, mas outros os alimentam e os protegem; eles os alimentam durantes os dias ruins até poderem expô-los ao brilho do Sol e à luz, que sempre vêm para aqueles que sinceramente esperam seus sonhos se tornem realidade”. 

Sempre me perguntei: será que é a pessoa quem cria o sonho, ou é o sonho que faz a pessoa? Cheguei à conclusão de que ambas as alternativas são igualmente verdadeiras.

Todos os bons líderes têm um sonho. Todos os grandes líderes compartilham seu sonho com aqueles que podem ajudá-los a torná-lo uma realidade. Como sugere Florence Littauer, devemos:

  1. Ter a ousadia de sonhar: tenha o desejo de fazer algo maior do que você mesmo.
  2. Preparar o sonho: cumpra a sua parte; esteja pronto para quando a oportunidade chegar.
  3. Investir no sonho: torne-o realidade.
  4. Compartilhar o sonho: faça com que os outros façam parte do seu sonho, e ele será ainda maior do que você imaginava.

Peça compromisso

Em seu livro O Gerente Minuto, Ken Blanchard diz: “Há uma diferença entre interesse e compromisso. Quando está interessado em fazer alguma coisa, você a faz só quando ela for conveniente. Quando está comprometido a fazer alguma coisa, você não aceita desculpas”. Não capacite pessoas que estejam meramente interessadas. Capacite as que estejam comprometidas.

O compromisso é a única qualidade, acima de todas as outras, que permite a um líder em potencial tornar-se um líder de sucesso. Sem compromisso, é impossível haver sucesso.

Para saber se as pessoas de sua equipe estão comprometidas, você deve, primeiro, certificar-se de que elas sabem qual é o preço a ser pago para que se tornem líderes. Isso significa que você deve ter certeza de que não subestimou o trabalho – que informou a elas o que é necessário. Só então elas saberão com o que estão comprometidas. Se elas não se comprometerem, não avance no processo de capacitação. Não perca seu tempo.

Defina metas para o crescimento

As pessoas precisam ter objetivos claros diante delas se quiserem realizar algo de valor. O sucesso nunca vem de imediato, vem depois que se tomam vários passos pequenos. Uma série de metas torna-se um mapa que um líder em potencial pode seguir para crescer. 

Como afirma Shad Helmsetter em You Can Excel in Times of Change: “É a meta que desenvolve o plano; é o plano que define a ação; é a ação que leva ao resultado; e é o resultado que traz o sucesso. E tudo começa com a simples palavra meta.” Nós, como líderes em capacitação, devemos apresentar ao nosso pessoal a prática de definir e alcançar metas.

Quando estiver ajudando seu pessoal a definir metas, utilize as seguintes diretrizes:

Faça com que as metas sejam apropriadas.

Faça com que as metas sejam atingíveis.

Faça com que as metas sejam mensuráveis.

Seja claro ao definir metas.

Faça com que as metas exijam um “certo esforço”

Ponha as metas no papel.

Boa semana!

Fiquem com Deus! 

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email