Capacitação para obter crescimento

Empresas da região Norte do país são as que mais investem na capacitação de seus colaboradores. Os dados foram divulgados em pesquisa realizada pela FNQ (Fundação Nacional da Qualidade) em parceria com a PEGN e a Omni Marketing, feita com 3.623 empresários de todas as regiões do País para traçar o perfil do empreendedor brasileiro. Dentro deste universo, os amazonenses se destacam. Para os comerciantes de Manaus, investir em cursos e treinamentos é uma prática comum no mercado local.
Ainda baseado na pesquisa, o Norte responde como a região com mais mulheres no comando das empresas, com um percentual expressivo de 38%. Na sequência, aparecem Centro-Oeste e Nordeste – empatados com 34%.
“As mulheres estão cada vez mais empreendendo por oportunidade, por desejo e não apenas necessidade”, diz o consultor econômico Marco Antonio Brandão. Segundo pesquisa divulgada pela Endeavor, o número de empreendedores no Brasil cresceu 44% nos últimos dez anos. A cada quatro brasileiros, três querem ter o próprio negócio. E o mercado aponta que as mulheres estão em sintonia com essa tendência, investindo cada vez mais em terem seu próprio negócio.
Além disso, o levantamento mostra que a região possui o maior número de empresários com o ensino superior completo (31%), seguido pelas regiões Centro-Oeste e Sudeste, empatadas com (30%), e região Sul com 24% dos respondentes. O levantamento apurou também em quais setores da economia essas empresas atuam. De acordo com a pesquisa, a maior parte das empresas do Norte é do setor de comércio, seguido pelo setor de serviços (25%) e indústria (11%).

Qualificação dos colaboradores

Segundo os entrevistados entre os Estados do Norte, 41% das empresas lançam mão de cursos e certificações para capacitar seus funcionários e, consequentemente, retê-los.
É o caso do empresário Amazonense, André Parente, proprietário da Cachaçaria do Dedé. Com duas unidades abertas em Manaus e outra em Minas Gerais, ele afirma que o investimento na equipe é uma de suas rotinas. “Para gerir uma empresa, é preciso dividir responsabilidades. Portanto, só com qualificação aos funcionários isso é possível”, diz.
A qualificação não é apenas rentável para os empresários. Também para os funcionários, capacitação é significado de melhores salários, maior produtividade, menos desperdício e maior qualidade.
Para o administrador de empresas Marco Túlio Farias Pereira, as possibilidades de aprendizagem e acúmulo de experiência que os treinamentos oferecem são inúmeros. Para ele, esse tipo de reciclagem é o que o mantém motivado. “Poder viajar pela empresa e investir no meu conhecimento faz de mim um profissional melhor também para o lugar em que trabalho”, afirma.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email