5 de março de 2021

Canteiros de obras de Manaus são monitorados com testagem de Covid-19

A Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) iniciou, na última quinta-feira (11/02), um plano de monitoramento de canteiros de obras da capital com a testagem para detecção da Covid-19. A ideia é examinar, por meio do RT-PCR, profissionais de 29 locais da construção civil, para evitar a disseminação da doença, tanto no ambiente de trabalho desse grupo quanto no domiciliar.

A estratégia de controle envolve, além da FVS, a Associação de Empresas do Mercado Imobiliário do Amazonas (Ademi), a Secretaria de Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) e construtoras. Ao final das visitas técnicas, que devem durar em torno de uma semana nos espaços com lista de nomes fornecidos à FVS, aproximadamente dois mil trabalhadores serão testados.

“Essa é uma medida importante que estamos adotando, tendo em vista que esses trabalhadores estão envolvidos na condução de obras essenciais de nossa cidade. O nosso compromisso é com a vida de todo cidadão e, por isso, precisamos garantir a prevenção e a segurança para contermos o avanço da Covid-19”, explicou o governador Wilson Lima.

O diretor-presidente em exercício da FVS, Cristiano Fernandes, explica que os locais de obras a receberem a visita das equipes técnicas contemplam construções de prédios, obras de habitação, vias, manutenção de viadutos, entre outras ações em andamento na capital.

Com o retorno das atividades nos canteiros, conforme o diretor, a ideia é ampliar a vigilância. Nas visitas técnicas, as equipes da FVS-AM também vão reavaliar os protocolos de saúde; e orientar as empresas em relação à importância da adoção e manutenção das medidas de prevenção ao novo coronavírus.

“Nós tivemos uma reunião com todos os representantes e já identificamos as obras, lembrando que as obras são de interesse público. A partir do cronograma nós vamos fazer a visita e orientar sobre questões das medidas de prevenção, tanto coletivas e individuais, e testar esses trabalhadores, uma vez que nós possamos identificar pessoas que estejam contaminadas e evitar, assim, a propagação do vírus nos canteiros de obras e no ambiente domiciliar”, explicou Cristiano.

O envio dos resultados será feito por mensagem cinco dias após a coleta das amostras. O processamento dos exames ficará sob a responsabilidade do Laboratório Central (Lacen) e da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Segurança

O auxiliar de cozinha Diogo Martins trabalha em um canteiro de obras localizado na Avenida das Flores, bairro Lago Azul, zona norte de Manaus. Ele conta que não chegou a sentir qualquer sintoma da Covid-19 durante a pandemia, porém, avaliou como necessária a ação do governo.

“É muito importante fazer o teste, até porque é para preservar a nossa saúde. A gente trabalha diariamente com pessoas aqui. É essencial fazer esse teste para detectar onde está a doença que está sendo alastradora no Amazonas. É uma ajuda excelente do Governo do Estado”, concluiu.

Foto destaque: Lucas Silva / Secom

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email