10 de abril de 2021

Calote recua 9,7% no primeiro trimestre

A inadimplência das empresas registrou queda de 9,7% no primeiro trimestre na comparação com o mesmo período de 2009

A inadimplência das empresas registrou queda de 9,7% no primeiro trimestre na comparação com o mesmo período de 2009. Considerando apenas março, ante igual intervalo no ano anterior, houve redução de 6,3%, segundo o indicador da Serasa Experian divulgado na sexta-feira, 30.
As grandes empresas foram as responsáveis pela diminuição na comparação anual, com recuo de 26,2%. O decréscimo foi menor entre as médias (16,9%) e as pequenas (4,8%). No confronto de março com fevereiro, a inadimplência das empresas subiu 26,4%, puxada pelos protestos e cheques devolvidos por falta de fundos.

Conjuntura econômica

As retrações em março e no trimestre se devem à conjuntura econômica no ano passado, por causa dos efeitos da crise econômica mundial no Brasil, situação bem distinta do forte crescimento econômico verificado em 2010.
Já o aumento acentuado da inadimplência ante fevereiro reflete a influência dos cinco dias úteis a mais no terceiro mês, a oferta de crédito ainda não recuperada e as dificuldades das empresas exclusivamente exportadoras, com o real valorizado e o baixo crescimento do mercado externo.
Na avaliação dos economistas da Serasa, o bom desempenho das vendas, devido à demanda crescente do consumidor e de outras empresas, a normalização do mercado de capitais, a confiança dos empresários e o câmbio sem sobressaltos formam um conjunto de condições favoráveis para os negócios.
A perspectiva apontada pela Serasa é que a inadimplência continue regredindo e que o início do ciclo de aperto monetário para conter a inflação, em abril, não impacte a insolvência das empresas.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email