Caixa financia projetos para transporte

Foram habilitadas para contratação, pela Caixa Econômica Federal, 54 operações de crédito para projetos de mobilidade urbana para a Copa de 2014 vinculadas ao programa Pró-Transporte do Ministério das Cidades, no âmbito do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).
Os projetos, selecionados pelo ministério, entre maio e junho deste ano, são relativos às cidades-sede de Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Fortaleza, Manaus, Natal, Salvador, Recife, São Paulo, Curitiba e Porto Alegre.
O investimento total na construção dos empreendimentos será de R$ 9,9 bilhões. “A Caixa pretende dar amplo apoio à realização da Copa de 2014 com o financiamento de ações voltadas à melhoria dos transportes, que sejam tecnicamente consistentes e ambientalmente sustentáveis”, afirma o superintendente nacional de Saneamento e Infraestrutura do banco, Rogério Tavares.
Os empreendimentos a serem financiados pela Caixa utilizarão recursos do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço), totalizando R$ 6,5 bilhões, e são caracterizados pela inovação tecnológica e pelos benefícios a serem revertidos à população das cidades-sede, tanto em geração de emprego e renda, quanto em ganhos estruturais de mobilidade e acessibilidade da população. A verba será repassada por meio do Pró-Transporte, conforme decisão aprovada em janeiro de 2010 pelo Conselho Gestor do Fundo.
Alguns destaques entre os projetos envolvem os monotrilhos e os VLT (Veículo Leve sobre Trilhos). A implantação dos BRT (Bus Rapid Transport) também é destaque no Programa. Trata-se de um sistema de transporte de ônibus operado em sistema de corredores troncais nas cidades de Belo Horizonte, Recife, Salvador e Porto Alegre. O novo conceito de transporte atenderá especialmente os trechos Antonio Carlos/Pedro I, em Belo Horizonte; Aeroporto/Acesso Norte, em Salvador; Igarassu/Joana Bezerra, em Recife; e Protásio Alves e Assis Brasil, em Porto Alegre.
A próxima etapa do programa compreende a entrega de documentação à Secretaria do Tesouro Nacional do Ministério da Fazenda para autorização de endividamento dos Estados e dos Municípios.
As oito operações vinculadas à cidade-sede de Belo Horizonte, num volume total de R$ 1,466 bilhão de investimento para R$ 1,023 bilhão de financiamento, encontram-se autorizadas por aquela Secretaria e as primeiras operações foram contratadas ainda em junho de 2010.

Mobilidade Urbana

Os recursos do PAC da Mobilidade Urbana, programa lançado pelo Governo Federal em janeiro de 2010, serão investidos em melhorias em cidades-sede da Copa do Mundo de 2014. O programa é composto de 51 projetos que vão melhorar a infraestrutura aeroportuária e de transporte nas 12 cidades que sediarão os jogos: Belo Horizonte, Brasília, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email