Café do Centro abre sua 3ª cafeteria em Tóquio, no Japão

O Café do Centro – maior torrefadora de grãos gourmet e especiais do país – segue em expansão pelo continente asiático e acaba de inaugurar a terceira loja da marca, no bairro de Shinagawa, em frente à baía de Tóquio, no Japão. Com investimentos na ordem de R$ 600 mil, estima-se que cerca de 300 pessoas por dia passem pela unidade.
Mesmo com a economia local um tanto enfraquecida ainda devido aos reflexos da crise financeira, o mercado japonês já vem dando sinais de recuperação. Frente a esta situação, o Café do Centro, que acredita no sucesso e potencial de consumo asiático, abriu sua terceira unidade em solo japonês. Rodrigo e Rafael Branco Peres, diretores da empresa, revelaram porque apostam nesse mercado: “Nós conseguimos superar obstáculos culturais e conquistamos a confiança do consumidor local. Fazer com que uma marca brasileira de café gourmet se torne uma cafeteria conhecida, com diferenciais, em termos de produtos, atendimento e design, não é tarefa das mais fáceis, mas temos nos saído bem”, comentaram os executivos.
Com quase 50 metros quadrados de área e seis funcionários, a decoração do espaço é clean e relaxante, para dar um ar mais intimista, ao invés de cadeiras, a loja conta com sofás. No cardápio, estão produtos tipicamente brasileiros e para essa nova unidade foram desenvolvidos pratos lights como sanduíche e cachorro quente, mas continuam sendo servidos cafés gourmet (espresso e coado), especiais de origem, frapês gelados, café gelado e cappuccinos – todos do Café do Centro. Pão de queijo, pastéis, bolinhos de bacalhau, caipirinha e sucos de maracujá e manga também são itens indispensáveis no menu.
O franqueado da terceira loja do Café do Centro, Akio Chikai, disse acreditar que a empresa está no caminho certo. “O mais importante para entrar no mercado asiático é ser uma cadeia de cafeterias procurada e localizada em lugares famosos, requintados e com fluxo de pessoas no Japão. E as cafeterias do Café do Centro estão todas dentro desses padrões. Com a economia e o mercado crescendo na China, Coréia e Taiwan é imprescindível ter know-how consolidado para que se tenha chances nesses mercados”, ressaltou.

Cafeterias no Japão

A primeira cafeteria do Café do Centro no Japão fica no centro de Tóquio, numa área estratégica e privilegiada, próximo ao jardim do Palácio Imperial e foi inaugurada em 2006. O projeto da primeira cafeteria brasileira em território Japonês demorou 5 anos para ser concluído, já a segunda unidade está localizada no bairro nobre de Aoyama, próxima à embaixada brasileira e à sede da ONU. Cercada por ruas badaladas, repletas de lojas de grifes, a inauguração dessa cafeteria foi mais ágil e demorou apenas 30 dias para ser concluída.
A proposta de expandir para o Japão no formato de cafeterias e não conflitar com o mercado interno brasileiro surgiu em 2001, quando a marca e executivos do país se aproximaram. Essa parceria rendeu três unidades no Japão nos três últimos anos e agora caminha para duas novas cafeterias.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email