Brasil pode sequenciar genomas em tempo recorde

A partir deste mês a sociedade brasileira será beneficiada com o seqüenciamento de genomas. No último dia de março foi inaugurado o Genômica-DF (Centro de Genômica de Alto Desempenho do Distrito Federal). A implantação do projeto é resultado de uma parceria técnico-científica envolvendo a as maiores universidades de Brasília (DF) e entidades de pesquisa e ciência. Com a criação deste centro, já estão programados os seqüenciamentos de genomas do pinhão-manso, espécie potencial para a produção de biodiesel, análise dos microrganismos encontrados nos solos da Amazônia e análises de genes expressos em pacientes com leucemia.
O laboratório será um centro de referencia para o Brasil, diz Ruy Caldas, diretor da Pós-Graduação em Ciências Genômicas e Biotecnologia da UCB. De acordo com ele, o Genômica funcionará com plataformas de uso compartilhado entre as instituições. O Centro também terá uma equipe multidisciplinar, incluindo especialistas de várias áreas. Conforme Ruy Caldas, o diferencial do Genômica será a capacidade de seqüenciar em grande escala, como nunca ocorreu antes no País. Em 2001, no projeto Genoma Nacional, para seqüenciar uma bactéria foram necessários 2 anos, 25 seqüenciadores e 100 pessoas atuando. “Com este novo laboratório, usando as novas tecnologias de alto desempenho, em 20 dias é possível seqüenciar 8 bactérias com apenas uma única pessoa”, explica a gerente do Genômica, Alessandra Reis.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email