Brasil e Rússia debatem sobre comércio bilateral de carne em Moscou

Após um mês da missão do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Reinhold Stephanes, à Rússia, o Brasil volta a tratar do comércio bilateral de produtos agropecuários. O secretário de relações internacionais do agronegócio, Célio Porto, participou, no início dessa semana, do encontro ampliado dos co-presidentes da CIC (Comissão Intergovernamental de Cooperação Econômica, Comercial, Científica e Tecnológica), em Moscou, na Rússia.
A reunião abrangeu temas como agricultura, comércio, investimentos, finanças, energia e tecnologia. O secretário brasileiro questionou a distribuição de cotas de importação de carnes bovina, suína e de aves aplicadas pela Rússia. Segundo Porto, o modelo adotado, que privilegia Estados Unidos e União Européia, não condiz com a realidade do mercado atual de carnes, na qual o Brasil é o maior exportador mundial de frangos e bovinos.
“Tendo em conta que o sistema de cotas em vigor expira neste ano, a proposta brasileira é que, a partir de 2010, o governo russo controle as importações apenas pela aplicação de tarifas, sem a imposição de cotas de importação”, explicou Porto. A ampliação das cotas foi um dos assuntos centrais da pauta de Stephanes em sua visita à Rússia, em junho.
Ao longo desta semana, o secretário do Mapa terá, ainda, reuniões bilaterais com autoridades russas para dar sequência aos entendimentos mantidos durante a visita do ministro àquele país.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email