Bovespa segue EUA e fecha em baixa

As ações negociadas na Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) sofreram perdas no pregão, após as altas acumuladas dos últimos dias. A bolsa brasileira chegou a operar “descolada” de sua principal referência externa, as bolsas americanas, mas não resistiu e cedeu na segunda metade da jornada de negócios.
O Ibovespa, que acompanha as ações mais negociadas da Bolsa, encerrou o dia em baixa de 0,62%, aos 56.906 pontos. O volume financeiro foi de R$ 4,68 bilhões. Nos Estados Unidos, a Bolsa de Nova York cedeu 0,35%, aos 12.766 pontos.
A Bolsa acumula ganhos de 17,2% nos últimos 30 dias, puxada pela relativa calmaria dos mercados. A relativa ausência de más notícias sobre o mercado de crédito imobiliário americano, aliado à decisão do Federal Reserve em cortar os juros básicos, permitiu a forte recuperação das Bolsas de Valores.
Os investidores interromperam a seqüência de ganhos dos últimos dias, com alguns números negativos da economia americana.
O índice do instituto Conference Board teve queda de 0,6% em agosto, depois de uma alta de 0,7% em julho.
O presidente do FED (Banco Central americano), Ben Bernanke, também ajudou a jogar um balde de água fria no mercado ao comentar que espera mais inadimplência nos pagamentos e execuções de hipotecas subprime (de alto risco).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email