A busca por melhor qualidade de vida faz do setor de alimentação saudável uma das tendências de bons negócios este ano. Entre os exemplos está a franquia Salad Creations, que se especializou em servir grelhados com saladas e já possui mais de 20 unidades espalhadas pelo país.
Nas lojas da franquia especializada em saladas os vegetais estão em todos os pratos -no recheio do crepe, no acompanhamento do salmão, da carne, em tudo vai uma saladinha.
“Cada vez mais a gente vê um crescimento e uma busca maior do consumidor por esse tipo de produto”, afirma a gerente geral da rede Ana Maura Werner. “Acho que existe uma consciência maior ao que se come, hoje. Então nosso negócio vem realmente suprir essa carência de mercado e oferecer para o consumidor um produto que tem uma demanda muito grande hoje.”
A franquia foi aberta em 2009, no Brasil, e segue um modelo norte-americano. A cada ano, o negócio fatura 20% mais.
Para a consultora Ana Vecchi, a bola da vez é o mercado de alimentação saudável. “É um mercado que tem muito espaço para ser explorado e poucas marcas. É a oportunidade da vez, acredito eu, tanto por exigência como pela percepção de necessidade do consumidor.”
A franquia oferece grelhados, quiches e crepes, tudo com pouca gordura e pouco sal. Para montar a salada, o cliente escolhe entre 40 ingredientes, que variam de folhas e grãos integrais a queijos, rosbife e até camarão.
O segredo do sabor está nos molhos especiais –de framboesa, de manga e queijo com pimenta – além dos pratos e bebidas diferentes, como o hambúrguer de quinua e os shakes de iogurte com frutas.
Como a salada não tem um cheiro marcante, para atrair o cliente, é preciso aguçar o paladar com muitas fotos –na parede, na geladeira, na vitrine, no banner, no monitor, e no cardápio bem colorido.
Para montar uma franquia da rede, o investimento é de R$ 350 mil. Este valor inclui uma taxa de franquia, a reforma do local e o capital de giro. Cada loja fatura, em média, R$ 80 mil por mês com uma margem de lucro de 12%.
O franqueado Carlo Redigolo montou uma unidade em 2011. Hoje, ele vende mais de 4 mil pratos por mês. “O negócio está indo bem, está prosperando, estamos com um crescimento constante e as pessoas estão conhecendo o negócio e estão gostando.”
O perfil dos clientes é formado por jovens das classes A e B, que não se prendem ao preço quando se trata de alimentação saudável. Cada prato custa, em média, R$ 25.
“O consumidor de alimentação saudável é mais consciente e mais exigente, consequentemente ele abre mão de um prato de arroz, feijão e farofa para pagar mais caro por um prato de saladas com hortaliças variadas e complementos. Consequentemente o investidor, ou franqueado, ou licenciado de uma marca dessas redes tem uma margem maior”, analisa Ana Vecchi.
A rede de franquias recebe 130 mil clientes por mês em suas 23 lojas e fatura R$ 1,8 milhão por mês. A previsão é abrir de sete a 12 novas lojas em 2014.
No verão, a procura pelas saladas cresce 30%. “As pessoas estão em busca de uma qualidade de vida melhor. Elas querem ter uma saúde melhor do que a de seus pais e de seus avós. Acho que isso é fato e realmente não tem caminho de volta. Acho que agora é só crescimento”, conclui Ana Maura.

Por que é um bom negócio?
Pesquisa sobre hábitos alimentares, realizada pela ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing) com três mil pessoas de várias idades e classes sociais, comprova: na hora de comer, a principal preocupação dos entrevistados é com a saúde. Praticidade e prazer também compõem a lista de prioridades dos brasileiros à mesa.
Muitos fatores ajudam a explicar o fenômeno. O aumento da renda, o crescimento da obesidade, o estilo de vida estressante e sedentário dos moradores das grandes cidades e até mesmo a preocupação em seguir um padrão de beleza que associa magreza à saúde são algumas das justificativas para a crescente busca por refeições balanceadas, gostosas e rápidas. Além disso, hoje todo mundo sabe que a ingestão de alimentos gordurosos está diretamente ligada ao surgimento de algumas doenças.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email