Bolsas sobem com espera por novo corte de juros

As bolsas européias fecharam em alta. A divulgação da queda nos pedidos de bens duráveis em agosto nos EUA foi recebido como sinal de que o Federal Reserve (FED, o BC americano) pode vir a cortar sua taxa de juros mais uma vez neste ano para revigorar a atividade econômica no país.
A Bolsa de Londres subiu 0,56%, para 6.433 pontos; a Bolsa de Paris encerrou em alta de 0,87%, fechando com 5.690,77 pontos; a Bolsa de Frankfurt subiu 0,45% e encerrou o pregão com 7.804,15 pontos; a Bolsa de Milão ficou com 31.079 pontos, em alta de 0,86%; a Bolsa de Amsterdã subiu 0,82%, para 539,37 pontos; e a Bolsa de Madri fechou em alta de 1,33%, com 1.594,08 pontos.
O Departamento do Comércio informou que os pedidos de bens duráveis em agosto caíram 4,9%, maior recuo desde janeiro e um forte declínio na comparação com julho, quando a alta foi de 6,1%.

O indicador dos pedidos no segmento de equipamentos de transporte teve queda de 11,2%, maior desde janeiro, puxado para baixo pela retração de 41% na demanda por aviões comerciais. Excluindo-se o indicador de transporte, os pedidos teriam apresentado queda menor, de 1,8% na mesma comparação, o índice referente a julho teve alta de 3,4%.

Com o sinal de desempenho fraco do setor industrial americano, os investidores esperam que o FED corte novamente seus juros -o banco já cortou a taxa dos fundos federais (a principal da política monetária dos Estados Unidos) no último dia 18, em 0,5 ponto percentual, para 4,75% ao ano.

A Bolsa de Tóquio fechou em alta, com ganho de 0,21% no índice Nikkei 225, que ficou com 16.435,74 pontos. A procura dos investidores por bons preços entre as ações do setor financeiro ofuscou o dia fraco para os papéis dos setores ligados a commodities.

A sessão no pregão da bolsa japonesa, no entanto, seguiu com baixo volume de negócios, devido á ausência de notícias que movimentassem os investidores. Segundo analistas, o mercado aguarda a divulgação de resultados das empresas japonesas, que devem ocorrer apenas em outubro.

Entre os destaques do dia estiveram as ações do grupo creditício Promise, com alta de 3,8% e, no setor bancário, as do Resona Holdings, com ganho de 4,1%.
A Bolsa de Xangai, por sua vez, fechou o dia em baixa de 1,6%, com 5.338,52 pontos, com a queda nas ações do setor de companhias aéreas. A Cathay Pacific Airways informou que não dará seqüência ao plano de adquirir ações na China Eastern Airlines -cujas ações caíram 9,7%. também recuaram as ações da Air China (-9,9%) e as da Shanghai Airlines (-10%, limite de perdas para um dia). A Bolsa de Bancoc (Tailândia) subiu 1,1%, para 844.40 pontos; a Bolsa de Jacarta (Indonésia) subiu 1,3%, para 2.361,01 pontos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email