Bolsas européias fecham em baixa

As principais bolsas européias fecharam com baixas devido aos temores sobre o avanço da crise do crédito imobiliário de alto risco (“subprime”) nos Estados Unidos.
A crise e seus prováveis efeitos -como, por exemplo, uma desaceleração na economia norte-americana ou chinesa- fizeram ações de instituições financeiras, montadoras e mineradoras caírem.

Em Londres, o índice FTSE-100 caiu 1,65%, a 5.432 pontos. O indicador DAX-30, da Bolsa de Frankfurt, perdeu 1,32%, a 7.511 pontos. Já o CAC-40 da Bolsa de Paris recuou 1,65%, a 5.432 pontos.

O mercado europeu seguiu, de certa forma, o que ocorreu nos Estados Unidos, onde as Bolsas locais amargam quedas na segunda-feira devido ao crédito subprime.

Os bancos europeus deram o tom para as quedas de segunda-feira, pois são diretamente afetadas pela crise.

As ações do banco inglês Northern Rock, por exemplo, recuou mais de 20% devido à falta de propostas de compra, cujo prazo acabou sexta-feira. Já a resseguradora Swiss Re perdeu 10% após anunciar prejuízo de US$ 1,1 bilhão em outubro com papéis subprime.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email