BMW R18 surge como uma cruiser com motor boxer de 1800 cc

A BMW Motorrad revelou nos EUA uma nova motocicleta, a cruiser R18 2020. O modelo é totalmente inspirado numa clássica alemã da década de 30, a BMW R5. Ela chega ao mercado americano com preços a partir de US$ 18.190, custando US$ 2.150 a mais na edição de lançamento.

Toda preta e com frisos brancos, a BMW R18 2020 é um produto que surgiu a partir dos conceitos Concept R18 e R18/2, que eram baseadas no imenso propulsor Big Boxer, um motor de dois cilindros opostos e refrigeração ar, mas com imponente radiador de óleo.

Coração da cruiser alemã, o Big Boxer tem 1.802 cm3, sendo o maior boxer feita pelo fabricante bávaro em sua história. Com 90 cavalos a 4.750 rpm e 15,3 kgfm entre 2.000 e 4.000 rpm, o motor da R18 tem uma faixa muito plana de força e certamente vai conquistar aqueles que gostam de manter os giros baixos e o ronco do escape do modo certo.

Para isso também, a BMW R18 2020 vem com dois volumosos e estilizados escapes cromados, ligados diretamente aos cilindros expostos com tampas de válvulas reluzentes em cromo, assim como os coletores de admissão e a frente do bloco.

Contudo, se isso pareceu muito chamativo, para os mais discretos, a BMW R18 2020 vem numa versão sem filetes brancos e com todas as partes (exceto os escapes) em acabamento metalizado. Nesta versão “dark”, a cruiser germânica ainda tem manoplas, retrovisores e comutadores em preto fosco, enquanto a outra vem com tudo no cromo.

A BMW R18 tem quadro em duplo berço, rodas devidamente raiadas, discos duplos na frente e único atrás com sistema ABS e controle de tração, assistente de partida em rampa, controle de estabilidade, assistente de ré (força), modos de condução (Rain, Roll e Rock) e iluminação completa em LED.

Toyota Camry XLE V6 3.5 2020 é o quase luxo que custa caro

Crédito: Divulgação

O Toyota Camry é um dos carros mais vendidos da marca japonesa em todo o mundo e, aqui no Brasil, tem sua presença garantida, mesmo que seja apenas em um nicho. Embora seja um sedã médio nos EUA, aqui ele é considerado grande e, infelizmente, muito caro. Do modelo 2019 para o 2020, ele aumentou de R$ 206.200 para R$ 245.990.

Sabe o que mudou? Nada… Ele continua sendo o bom sedã executivo, dotado de muito espaço interno e algumas regalias para quem manda e ausências para quem obedece, desde 2018.

Por fora, o Camry é um sedã tipicamente feito para o mercado americano, tendo um porte bem avantajado que, ainda não é o maior que há por lá, já que existe o Avalon. Com visual expressivo, o sedã executivo da Toyota conta com faróis full LED e luzes direcionais, além de grade em “V” e para-choque com enorme boca, que ainda sustenta faróis de neblina em LED.

A carroceria é bem musculosa, em especial na altura das colunas C, dando ao carro um aspecto mais robusto e elegante. As portas traseiras grandes também ajudam no acesso ao interior. Na traseira, as lanternas em LED são grandes e dão volume ao conjunto, que ainda chama atenção pelos dois escapes cromados. As rodas aro 18 são elegantes e vêm com pneus 235/45 R18.

Por dentro, o ambiente do Toyota Camry XLE é um misto de requinte e funcionalidade, tendo materiais soft no painel e portas, além de acabamento em couro preto e apliques em madeira. Já o painel tem um belo design, mas não foca muito em telas digitais, tendo isso apenas para o display multifuncional entre os mostradores do cluster e a multimídia.

Novo Renault Duster 2021 chega com preços a partir de R$ 71.790

Crédito: Divulgação

O Novo Renault Duster 2021 finalmente chega ao mercado brasileiro, após estreia na Europa sob a marca (de origem) romena Dacia. Com preços a partir de R$ 71.790, o SUV compacto da francesa desembarca com tudo novo e mudança de proposta, eliminando a opção de motor 2.0, assim como da tração 4×4.

Com alterações substâncias no desenho, o Novo Duster chega com três versões: Zen, Intense e Iconic. Todas são equipadas com o propulsor de quatro cilindros 1.6 SCe Flex de 118 cavalos na gasolina e 120 cavalos no etanol, ambos obtidos a 5.500 rpm, com torque de 16,2 kgfm a 4.000 rpm, nos dois combustíveis. Ele agora tem Start&Stop, mas mantém o tanquinho de partida frio.

O SUV vem com transmissão manual de cinco velocidades na versão Zen, além da opção CVT, que vem de série nas duas outras versões. Agora apenas com tração dianteira, o Novo Duster mantém sua aptidão para enfrentar as duras condições das estradas brasileiras, mas com mudanças importantes na carroceria e suspensão.

O Renault Duster 2021 chega com estrutura 12,5% mais rígida, bem como suspensão mais robusta. O SUV agora dispõe de rodas de liga leve aro 17 polegadas, bem como direção elétrica no lugar da antiquada e desconfortável eletro-hidráulica.

A coluna de direção agora tem até ajuste de altura. Agora vem com controles de tração e estabilidade, além de assistente de rampa, todos de série, mas apenas com airbag duplo. Com 3,2 milhões de unidades vendidas em todo mundo, o Duster já vendeu 280 mil no Brasil, onde foram produzidos 385 mil.

Visualmente, o Novo Duster cresceu 4 cm, medindo agora 4,376 m de comprimento, 1,832 m de largura, 1,693 m de altura e 2,673 m de entre eixos. Ainda assim, ele mantém o porta-malas com 475 litros e o tanque com mais 50 litros de combustível. Tendo 237 mm de altura livre do solo, o SUV da Renault apresenta bons ângulos de entrada e saída, respectivamente 30° e 34,5°.

Fonte: Lilian D´Araujo

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email