Blitz de conscientização sobre sepse é realizada nesta quinta

Manaus será uma das sete capitais brasileiras a participar da Blitz do Dia Mundial da Sepse, realizada pela Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB), em parceria com a Sociedade Amazonense de Terapia Intensiva (SATI), nesta quinta-feira (10), das 8h às 17h, no Hospital Unimed Parque das Laranjeiras (HUPL). A ação visa conscientizar a população sobre o tema através da distribuição de material explicativo.
“No Brasil, a sepse é responsável por 25% da ocupação de leitos em UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) e principal causa de morte nesse ambiente. Também é responsável pela morte de uma pessoa a cada segundo no mundo e uma das maiores causas de mortalidade hospitalar tardia, superando o infarto do miocárdio e o câncer”, afirmou a presidente da SATI, a médica intensivista Liane Cavalcante.
Comemorado em 13 de setembro, o Dia Mundial da Sepse tem como objetivo aumentar a percepção do assunto tanto entre profissionais de saúde quanto entre o público leigo. Além de Manaus, as outras cidades que terão blitz sobre a sepse são Porto Alegre, Recife, Belém, João Pessoa, Brasília e Rio de Janeiro.
Conhecida erroneamente como infecção no sangue ou infecção generalizada, sepse é na verdade um conjunto de manifestações graves em todo o organismo produzidas por uma infecção que pode estar localizada em qualquer órgão. Essa inflamação pode comprometer o funcionamento de vários órgãos do paciente, com risco de morte quando não descoberta e tratada rapidamente.
O tema ganhou muita repercussão na mídia brasileira, no ano passado, com o caso da modelo Andressa Urach, que foi acometida pela sepse após um procedimento cirúrgico para retirada de hidrogel das pernas. Apesar da gravidade da doença, estima-se que mais de 90% dos brasileiros desconheçam seus sintomas e riscos, segundo dados do Instituto Latino Americano da Sepse (ILAS).
“O reconhecimento precoce da sepse é essencial para reduzir as taxas de mortalidade no país. Por isso, destacamos a importância de fazer esse alerta, divulgando o assunto para a população através do material explicativo e disponibilizando profissionais de saúde para esclarecer as principais dúvidas”, enfatizou a presidente da SATI.
Ainda segundo a médica intensivista, a programação da Sociedade Amazonense de Terapia Intensiva de conscientização sobre a sepse teve início em agosto e segue até outubro, com a realização de uma palestra sobre infecção fúngica em UTI, voltada para profissionais de saúde.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email