Basa lança financiamento para MEI

A partir de agora os MEIs (Microempreendedores Individuais) que necessitarem de financiamento para aquisição de equipamentos e utensílios, construção e reforma de instalações físicas e também para capital de giro, podem procurar o Banco da Amazônia, que lançou ontem, 20, financiamento com recursos do FNO (Fundo Constitucional de Financiamento do Norte) para MEI. De acordo com o superintendente regional do Basa, Antônio Carlos Benetti, o grande benefício do Programa é o acesso ao crédito em condições muito vantajosas frente às condições de mercado.
Ele explica que o limite para empréstimo é de até R$15 mil, dependendo do investimento. “Para capital de giro isolado o limite é de até R$5 mil sendo que a primeira operação está limitada em R$2.500 mil, para investimento fixo ou misto (investimento + capital de giro) limite de até R$15 mil limitada a primeira operação a R$7.500 mil”, informou o superintendente do Banco. Os juros são de 6,75%a.a. sobre os quais incidirão o bônus de adimplência de 15%, reduzindo essa taxa para as operações adimplentes para 5,7375% a.a.
Benetti conta que para aderir ao Programa de Financiamento o microempreendedor deverá procurar as agências do Banco munido de sua documentação pessoal e do Certificado da Condição de Microemprendedor Individual, para fazer seu cadastro e conta. “Após a aprovação será encaminhado ao Sebrae-AM para elaboração de um plano de negócios que será apresentado ao banco e após análise contratada a operação e liberados os recursos”, salienta.
O superintendente informa que o que motivou a criação do Programa de Financiamento foi o Brasil chegar a marca de mais de um milhão de MEIs formalizados. “Devido a isso, o Basa se inseriu também na parceria visando o acesso desses microempreendedores ao crédito”, disse Antônio Benetti.
São considerados MEIs, os empreendedores que têm um faturamento anual de até R$ 36 mil, possuem um único estabelecimento, não participem de outra empresa como titular, sócio ou administrador e contem com apenas um empregado. No Amazonas já foram registrados mais de 13 mil MEIs das mais diversas áreas, como costureiras, pintores de parede, vendedores, cozinheiras, pequenos agricultores e outros tocadores de pequenos negócios.

Papel do Sebrae

O Sebrae desempenha papel importante na formalização dos empreendedores individuais desde julho de 2009, quando entrou em vigor a legislação que oficializa os trabalhadores por conta própria. Em pouco mais de 21 meses, foram mais de 1 milhão de pessoas regularizadas. Até dezembro de 2011, a instituição estima que o número de chegue a 1,5 milhão.
A formalização do Empreendedor Individual pode ser feita nos pontos de atendimento do Sebrae ou pela Internet, no Portal do Empreendedor (www.portaldodempreendedor.gov.br), gratuitamente.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email