Banco Nossa Caixa amplia crédito e reduz a inadimplência

O Banco Nossa Caixa apresentou forte crescimento nas operações de crédito no segundo trimestre de 2009. A carteira de empréstimos cresceu 23,3% ante o primeiro trimestre do ano, atingindo R$ 17,0 bilhões. O foco do banco em operações de crédito consignado, modalidade de menor risco, permitiu que a expansão do crédito fosse acompanhada da redução da inadimplência, que caiu de 4,4% para 4,0%, enquanto na média do sistema financeiro esse índice subiu de 3,6% para 4,4%.
Ajustes de R$ 155,1 milhões à metodologia contábil do BB e aumento de provisões em R$ 146,2 milhões para demandas judiciais referentes a planos econômicos levaram a Nossa Caixa, porém, a registrar prejuízo líquido de R$ 139,6 milhões no segundo trimestre. Desconsiderados esses efeitos extraordinários, o banco obteve lucro líquido recorrente de R$ 89,9 milhões no período, evolução de 16,2% sobre o lucro recorrente de R$ 77,4 milhões obtido no primeiro trimestre do ano.
O crescimento da carteira de crédito esteve bem acima da média registrada no sistema financeiro, o que reafirma o papel da Nossa Caixa, ao lado das demais instituições financeiras públicas, de indutora do crescimento econômico por meio da oferta de crédito. No segundo trimestre, a evolução de 23,3% dos empréstimos no banco correspondeu a mais de oito vezes o crescimento das operações no sistema financeiro, que evoluíram 2,8%. No semestre, o crescimento de 32,2% da carteira da Nossa Caixa correspondeu a quase oito vezes a evolução total de 4,2% que foi registrada no sistema financeiro.
O carro-chefe do forte crescimento da carteira de empréstimos do banco foi o crédito consignado. Além de adquirir no trimestre R$ 2,9 bilhões em carteiras dessa modalidade de outras instituições financeiras, a empresa passou a oferecer a partir de maio linha de crédito consignado para aposentados e pensionistas do INSS. O volume de empréstimos com descontos em folha de pagamento cresceu 48,2% no segundo trimestre ante os três primeiros meses do ano e 132,8% em 12 meses. Com saldo de R$ 9,5 bilhões em junho, esse segmento representava 68,1% do total de crédito destinado a pessoa física e 55,9% da carteira total de crédito do banco.
O desempenho do consignado teve impacto positivo direto no crescimento da carteira de pessoa física da Nossa Caixa, que atingiu o volume de R$ 14,0 bilhões em junho, com crescimento de 30,1% ante o trimestre anterior e 76,5% no período de 12 meses – na média do sistema financeiro, esse crescimento foi de 5,7% e 20,2%, respectivamente.
O saldo da carteira de crédito a empresas ficou praticamente estável, com oscilação negativa residual de 0,5% no segundo trimestre na comparação com o primeiro, ficando em R$ 3,1 bilhões. O desempenho do segmento foi impactado pela retração da economia, que afetou todo o sistema financeiro nacional.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email