Balanço do 2º trimestre da Estácio tem crescimento de 31%

Uma das maiores organizações privadas de ensino superior no Brasil em número de alunos matriculados, a Estácio divulgou os resultados referentes ao segundo trimestre de 2015 em comparação aos resultados referentes ao segundo trimestre de 2014. Um dos destaques foi o aumento no número de alunos: a Estácio encerrou o segundo trimestre de 2015 com uma base total de 501,5 mil alunos, 30,9% acima do ano anterior, sendo 349,3 mil matriculados nos cursos presenciais (15,1% sobre o ano anterior), e 96,0 mil nos cursos a distância (20,9% acima do ano anterior), além dos 56,2 mil alunos vindos das instituições adquiridas nos últimos 12 meses.
A base de alunos de graduação presencial totalizou 333,4 mil alunos, 18,7% acima do número registrado no 2T14. No conceito same shops, ou seja, desconsiderando os alunos de graduação presencial das aquisições concluídas nos últimos 12 meses, a Estácio apresentou um crescimento orgânico de 13,0%, mais uma vez confirmando a sua capacidade de crescimento de forma consistente, ciclo após ciclo.
Ao final do segundo trimestre, a base de alunos de graduação a distância aumentou 13,8% sobre o ano anterior, totalizando 106,1 mil alunos, dos quais 32,0 mil da UniSEB, em Ribeirão Preto, SP. “Este resultado é fruto do comprometimento da Estácio com o seu aluno. Ele sempre existiu, aos longos dos nossos 45 anos de operação, mas, em um momento como este, de tantas mudanças e desafios, sentimos a necessidade de reafirmar ao nosso aluno que ele precisa seguir firme em seus projetos de vida, apesar de todas as dificuldades. Por isso, lançamos o “Compromisso Estácio”, uma série de ofertas que viabilizam a permanência do aluno matriculado e em sala de aula”, destaca Rogério Melzi, presidente da Estácio.

Conheça outros destaques do balanço:

Receita Operacional
A receita operacional líquida totalizou R$774,3 milhões no segundo trimestre de 2015, um crescimento de 31,4% em relação ao mesmo período do ano passado, como resultado do crescimento da base de alunos e da integração das instituições adquiridas. No conceito same shops, ou seja, desconsiderando as aquisições realizadas nos últimos 12 meses, a receita operacional líquida apresentou crescimento orgânico de 20,4%.
O primeiro semestre de 2015 segue a mesma tendência de crescimento. Com uma receita operacional líquida de R$ 1.5 bilhão, a Estácio apresenta um crescimento 32,8% comparando com o mesmo período do ano anterior.

Lucro Líquido
O lucro líquido totalizou R$131,9 milhões no 2T15, 53,4% acima do registrado no segundo trimestre de 2014, apresentando uma variação percentual que está em linha com a variação do EBITDA e também com o crescimento da base de alunos. Ao comparar R$ 262,5 milhões referente ao lucro líquido dos primeiros seis meses com R$ 211,7 milhões referente ao primeiro semestre de 2014, a Estácio segue em linha com sua tendência de crescimento.

Investimentos
A sólida posição de caixa da Estácio no final do 2º trimestre de 2015, de R$ 493,9 milhões, está em linha com o compromisso da Estácio de manter os investimentos necessários para a execução da sua visão de longo prazo. Do CAPEX total (ex-aquisições) de R$111,9 milhões investidos pela Estácio no primeiro semestre de 2015, R$51,1 milhões foram realizados no 2T15. Um crescimento de 61,7% comparando com o valor registrado no 2T14, justificado em função do aumento dos investimentos relacionados à integração de adquiridas e aos projetos de expansão. Abaixo segue uma pequena lista dos principais projetos de expansão da empresa:

 R$2,5 milhões no projeto do Modelo de Ensino – construção de conteúdo e desenvolvimento e produção EAD;

 R$1,6 milhão no Projeto Tablet;

 R$2,6 milhões na aquisição de hardware e no desenvolvimento do nosso projeto de revisão da arquitetura de T.I., que visa substituir os nossos sistemas acadêmicos legados e também adequar o nosso hardware para o crescimento da Companhia;

 R$3,5 milhões em Projetos de Integração, cujo aumento é diretamente relacionado à melhoria da infraestrutura das quatro aquisições de 2014;

 R$16,9 milhões em projetos de expansão, revitalizações e melhorias de unidades

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email