Baixa renda puxa alta nas contas correntes

As chamadas “contas simplificadas”, destinadas à população de baixa renda, e que exigem movimentação de até R$ 1.000, registraram um aumento de 12,2% em 2007, na comparação com o ano anterior.
No mesmo período, o total de contas correntes existentes no país aumentou 9,3%. Os dados são da pesquisa “O setor bancário” em números, que será divulgada na próxima terça-feira pela Febraban (Federação Brasileira de Bancos, em São Paulo).
A pesquisa apresentará 11 temas, num total de 70 itens, como número de clientes com contas poupança, de internet banking, transações bancárias por origem, quantidade e variedade de caixas eletrônicos, gastos e investimentos em tecnologia da informação.
A pesquisa revela, também, que houve aumento de 15% no número de correspondentes chamados não-bancários.
De acordo com o levantamento, o país contabilizava, em 2007, 84,3 mil unidades, 15,5% a mais que no ano de 2006 (quando o total era de 73 mil).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email