Bahia supera Amazônia e passa a ser o maior produtor de guaraná

O Território do Baixo Sul da Bahia produziu, só este ano, 2.800 toneladas de guaraná, superando a Amazônia, região originária do guaraná, que teve uma safra de 1.100 toneladas. O desempenho, que confirma a região como a maior produtora do fruto no mundo, foi tema da reunião do Conselho de Administração da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), na 27ª edição da Feira Nacional da Agropecuária (Fenagro), que acontece até o domingo (7), no Parque de Exposições de Salvador.
Na Bahia, a cultura do guaraná é explorada basicamente pela agricultura familiar, sendo que o Território do Baixo Sul responde sozinho pela produção do fruto, com uma área de plantio de 7.600 hectares. O Baixo Sul exporta o produto em pó e em grãos para diversos países como Alemanha, Itália, França e Estados Unidos. O município de Taperoá, a 280 quilômetros da capital, é o destaque na produção com 1.700 hectares de áreas plantadas. De acordo com o técnico da EBDA e responsável pela cadeia produtiva do guaraná na Fenagro, Gerval Teófilo, a cultura tem papel de destaque sócioeconômico na região. “A produção do guaraná é de vital importância na sustentação econômica no Território do Baixo Sul, haja vista o número significativo de famílias envolvidas no cultivo”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email