Aviação civil cresce mais de 10% em 2008, segundo anuário estatístico da Anac

O número de passageiros embarcados em voos com origem no Brasil, regulares e não regulares para qualquer destino nas empresas brasileiras, foi 10,1% maior em 2008 que em 2007. É o que mostra o Anuário Estatístico 2008 da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil, divulgado essa semana. Nos últimos dez anos, o volume de passageiros que voaram em companhias nacionais deu um salto de 146%, passando de 22,8 milhões em 1998 para 56,2 milhões em 2008. Grande parte desse crescimento foi impulsionado pela liberdade tarifária, que já vigorava nos voos domésticos e que foi adotada para os voos do Brasil para outros países da América do Sul em 2008, ampliando a concorrência e favorecendo a queda de preços nas passagens aéreas.
O anuário traz informações revisadas e consolidadas de 24 companhias aéreas brasileiras (incluídas nesta contagem a Gol e a VRG Linhas Aéreas, que se fundiram em outubro de 2008) e ainda de 47 empresas estrangeiras que realizaram voos de passageiros e carga com origem ou destino ao Brasil no ano passado. Consideradas somente as empresas aéreas brasileiras de transporte regular, foram mais de um milhão de horas voadas e 634 milhões de quilômetros percorridos durante o ano de 2008. Dos mais de 56 milhões de passageiros embarcados, 50 milhões voaram para destinos domésticos e seis milhões em rotas internacionais. A ocupação das aeronaves das empresas brasileiras teve queda nos voos domésticos: era de 68,0% em 2007 e caiu para 65,9% em 2008. Mas, no mercado internacional, o aproveitamento cresceu: de 65,0% para 70,4%.

Números internacionais

Os números do tráfego internacional mostram que, além do aumento da ocupação, as empresas nacionais também tiveram elevação significativa da oferta (22,5%) e da demanda (32,5%) para voos ao exterior.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email