Avanço da falsificação inibe lojas de CD e DVD

O aumento de produtos pirateados no Amazonas e em todo o país tem ocasionado prejuízos imensuráveis, tanto para as indústrias, quanto para o comércio de Manaus, que nos últimos quatro anos sofreu uma perda de aproximadamente 100 lojas só no segmento de vendas de CDs, produto líder no ranking da pirataria.

Hoje, o comércio legal de DVD sofre o risco cada vez mais iminente de ter o mesmo rumo negativo da comercialização legalizada dos CDs, devido ao aumento de 18 pontos percentuais no consumo de um pirata similar a esse produto, conforme pesquisa feita pela Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro, em todo o Brasil.
Segundo a estatística da entidade, no último mês de agosto o número de compradores de DVDs piratas, variou de 35% registrado no mesmo mês do ano anterior para 53%.

Perdas elevadas

Segundo o presidente da CDL-Manaus (Câmara de Dirigentes Lojistas), Ezra Benzion, o comércio da cidade tem apresentado perdas cada vez mais elevadas, em paralelo ao crescimento da pirataria, que além de ocasionar retração no comércio de CD, tem provocado fortes perdas nas vendas de DVD.

“Hoje as vendas deste produto, assim como as de CD estão apresentando forte queda na receita comercial, como efeito do aumento no consumo da pirataria, que fez cerca de 100 lojas de CDs fecharem as portas em Manaus, nos últimos quatro anos”, disse o dirigente.

Segundo Ezra Benzion, como forma de amenizar essa grave situação, a CDL-Manaus tem apoiado campanhas de sensibilização dos consumidores para os efeitos da compra de piratas. “Temos disponibilizado serviços de telemarketing em campanhas contrárias ao consumo de piratas, pois é a partir do apoio da população que esperamos reverter esse quadro”, justificou.

O aumento da falsificação de DVDs fez a Disco Lazer diversificar o mix de produtos ao consumidor, na loja inaugurada, em 2005 no Centro. Há dois anos, a empresa inaugurou uma filial na sete de setembro, que vendia somente esse produto, mas segundo o gerente da loja, Vinicius Cezar Ferreira, desde o ano passado a comercialização apresentou fortes perdas.

Filmes de sucesso perdem mercado

Para não fechar as portas, a unidade da Disco Lazer teve que trabalhar também com a venda de CDs.
“Nossas vendas de DVDs estão cada vez mais baixas, principalmente os lançamentos, pois estamos comercializando baixíssimas unidades, como é o caso do Homem Aranha, um filme bastante assistido, que temos vendido no máximo cinco peças por dia, enquanto que no início, num filme de sucesso como esse, vendíamos mais de 15 unidades diariamente”, disse Vinicius Cezar Ferreira.

O gerente da Disco Lazer destacou que a inovação tecnológica, atualmente, constitui uma importante ferramenta nas mãos dos piratas, que hoje conseguem reproduzir conteúdos de filmes antes mesmo do lançamento nos cinemas.

“Há dois anos os piratas apresentavam ruído, o som e a imagem não era agradável, hoje a tecnologia permite uma reprodução com a mesma qualidade do original, o que tem levado um número mais elevado de pessoas a comprarem esses produtos”, comentou Ferreira, enfatizando que houve uma perda em mais de 10% no comércio de DVD e CDs na loja entre 2006/2007.

A pesquisa feita pela Federação do Comércio do Rio de Janeiro revelou também os motivos da compra dos piratas, conforme a declaração dos consumidores entrevistados. Em todas as classes sociais, 97% das pessoas entrevistadas disseram que o baixo preço foi apresentado como o principal fator determinante desse tipo de aquisição.

Enquanto um DVD original de um lançamento como o Homem Aranha pode custar até R$ 40, um pirata é vendido por apenas R$ 5.

Diferença de preços chega a 10%

Para o gerente da Disco Laser, essa disparidade de preço, desfavorável ao mercado local, tem sido a principal causa das baixas vendas de DVDs, que está muito inferior ao do CD. “No caso dos CDs, as gravadoras e as indústrias estão se adaptando a essa concorrência, o que refletiu numa signif

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email