Asseam e Abrasel-AM criam campanha para incentivar a vacinação

A obrigatoriedade de apresentação do comprovante de vacinação contra a Covid-19 nos locais que prestam serviços à coletividade e para a obtenção de serviços é um movimento que vem ocorrendo em vários estados brasileiros. Para reforçar a necessidade do ciclo completo de imunização, representantes dos segmentos de bares e eventos em Manaus lançaram, nesta sexta-feira (20), a campanha #TOVACINADO.

A campanha para incentivar a vacinação é da Asseeam (Associação de Entretenimento do Estado do Amazonas) e da Abrasel-AM (Associação de Bares e Restaurantes). Diversos estabelecimentos locais estarão concedendo desde preferência no lugar da fila a descontos para os clientes que apresentarem a carteira de vacinação indicando que tomaram ao menos a primeira dose da vacina contra o novo coronavírus. 

A ideia da campanha é incentivar a adesão à vacinação em massa do público manauara, considerando que o acesso ao imunizante está disponível até para o público de 12 anos. 

O presidente da Asseeam Gerson Sampaio, informa que está orientando os  associados e demais empresários de diversos setores, para que passem a solicitar que clientes apresentem o documento de vacinação com pelo menos a primeira dose da vacina contra a Covid e que estejam aguardando a data para tomar a segunda. “A medida visa incentivar a celeridade no processo de imunização de todos os cidadãos manauaras que já estão aptos a receberem a vacina. A imunização é o único meio eficaz para que a gente possa superar essa pandemia e em breve retomar o funcionamento normal de todos os segmentos”. 

Segundo Gerson a orientação é que cada empresa transforme esta ação em uma oportunidade de estreitar o relacionamento com seus clientes e promover um grande movimento de conscientização e responsabilidade social. 

Fábio Cunha, presidente da Abrasel-AM, destaca que  as associações sempre incentivaram a vacinação e decidiram criar a campanha para alcançar aqueles que ainda não se imunizaram. “A Abrasel e a Asseam sempre incentivaram a vacinação e agora que a vacinação está avançada aqui no estado, estamos incentivando as pessoas que ainda não se vacinaram porque é de nossa preocupação – empresários da gastronomia, dos bares, do entretenimento – sempre cuidar da saúde das pessoas. Essa também é uma missão da Abrasel e por isso estamos incentivando de algumas formas, até dando lugares mais privilegiados, prioridades para quem já vacinou, descontos, entre outras oportunidades para  quem já está vacinado.  A gente acha que essa campanha vai ter muito sucesso, porque estão todos muito engajados para que isso aconteça”. 

A expectativa do segmento é que pelo menos 50% dos bares e restaurantes adotem a campanha. “A gente acredita que se trata de uma ação que vai  mobilizar a todos e terá uma repercussão bastante  positiva”.

Cunha ressalta que esses estabelecimentos sempre ofereceram bastante segurança, principalmente em relação ao novo coronavírus. “Nós já atendemos uma rigorosa legislação de segurança alimentar, boas práticas e manipulação de alimentos, os protocolos vieram para reforçar ainda mais isso”. 

Adesão

Associado a Abrasel, o empresário Dedé Parente, da Cachaçaria do Dedé, é a favor da campanha. Ele está entre os empresários que precisaram fechar duas lojas em razão da crise causada pela pandemia.”Não queremos passar por tudo de novo. A vacina está disponível. Precisamos superar essa doença. A campanha é fundamental não apenas como incentivo, mas também de conscientização”. 

Ele conta que precisou adotar na empresa o lema ‘tolerância zero’ para quem se recusava  a se vacinar. “Optamos bloquear os salários para forçar os nossos funcionários a se imunizar.   Não  precisava chegar a esse ponto, mas pensando num coletivo não teve outra saída”, conta ele afirmando que agora está com a equipe toda vacinada. 

Ele lembra que manter a população imune é primordial e complementa “

Esse tipo de ação lançada pelas entidades precisa ser ampliada e atingir todos os segmentos. Precisamos de uma mobilização geral. A  única forma de sairmos dessa pandemia é por meio da vacina e pela fé em Deus. Ainda mais com a notica da nova variante no Estaso”. 

Por dentro

Segundo dados da FVS-RCP ( Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas Dra. Rosemary Costa Pinto), nos próximos dias será alcançada a marca de 3 milhões de pessoas vacinadas e estudos preliminares apontam que é graças ao processo de imunização que os índices da doença no Amazonas estão reduzindo diariamente. “Com mais pessoas imunizadas, menos restrições serão necessárias, maior será o estímulo para retomarmos nossas vidas ao normal, maior será o crescimento econômico, mais postos de trabalho serão reabertos, maior será o volume de recursos que serão injetados em todos os setores e consequentemente teremos grande diminuição dos número de pessoas infectadas e internações, ou seja, todos ganham”, finaliza Gerson.

Números

Dados parciais do Programa Nacional de Imunização apontam que 2.935.156 doses foram aplicadas em todo o estado até quinta-feira (18), sendo 2.133.175 de primeira dose, 760.186 de segunda dose e 41.795 com dose única. Com o avanço na vacinação, as taxas de internação também estão em estabilidade. Atualmente a taxa de ocupação dos leitos clínicos é de 26,6% e a de UTI é de 38,7%.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email