7 de maio de 2021

Um dos grandes desafios no interior das organizações é e aparentemente continuará a ser à busca da comunicação clara, objetiva e focada em resultados positivos. A busca da eficiência e eficácia é uma necessidade atual e vemos que juntamente com a vontade de vencer os obstáculos precisamos evitar a omissão, a mentira, o ódio e o vitimismo exagerado e vários males que afligem as empresas.

A verdade deveria ser a palavra de ordem em nossa vida profissional e pessoal, porém, o que vem se observando são profissionais em posição de liderança que devido falta de visão geral, ou até mesmo egocentrismo e esquecimento total do coletivo desenvolvem comunicações truncadas faltando informações cruciais. Parece não perceber que estão prejudicando o progresso organizacional e consequentemente o deles. A ação deste tipo de líder tende a piorar cada vez mais, esquecendo que a verdade deverá prevalecer sempre e criar um ambiente organizacional favorável para atingir o objeto central que é uma boa rentabilidade com qualidade e respeito mútuo. 

A verdade nas organizações é uma necessidade real e atual. Estamos tendo a oportunidade para refazermos vários caminhos que erramos, porém, parece que o egoísmo continua, mesmo com tudo que já passamos e continuamos a passar. Nossos líderes e nós como líderes, devemos nos conscientizar-se que para atingirmos eficiência e eficácia devemos ter além da vontade, ética suficiente e respeito ao próximo para dar oportunidades para os participantes do processo em nível de igualdade.

Não podemos querer funcionários leais e sinceros se nossos líderes e nós mesmos não seguimos este caminho. O líder deve sempre dar o bom exemplo e saber de sua responsabilidade de modo claro. Como líderes somos espelhos. Precisamos conhecer, a cada momento, a finalidade de nossas funções e ações para podermos desenvolver um trabalho digno de parabenizações e sucessos. Não podemos continuar contratando mal, integrado mal, treinando mal, não sabendo dar feedback produtivos para alta performance, não capacitando e desenvolvendo da forma correta e querer que os profissionais e as pessoas adivinhem tudo e ainda consigam serem grandes profissionais.  

Infelizmente a mentira ou omissão da verdade é o que se visto e algumas vezes tem prevalecido em algumas de nossas empresas e agora, infelizmente se vê sendo estendido à nossa vida particular como um resultado catastrófico. Estamos em um momento de uma excessiva busca de direitos e um excessivo esquecimento de deveres, um real contrassenso. Não posso ter somente direitos tenho também deveres. Conseguimos traçar objetivos e metas para nossos subordinados, todavia, quando da ausência da verdade cria dificuldades reais para atingi-los, criando um descrédito que não deveria existir em nenhum momento do processo.

Necessitamos de transparência em tudo o que fazemos, pois assim, conseguiremos participar de modo ativo e decisivo para o progresso real e oportuno das organizações e das pessoas. A boa qualidade nos serviços prestados pelas organizações será um fato real a partir do momento que se assumir a devida responsabilidade, errar menos nas contratações, realizar a devida integração, treinar quando necessário, capacitar e desenvolver sempre e buscar trabalhar com a verdade e transparência no que se está realizando. 

Certamente a verdade deve prevalecer com a transparência e a objetividade da comunicação interna e externa das organizações, fazendo com isso que a eficiência e a eficácia sejam uma realidade atingível não devendo esquecer que a busca da perfeição é possível, mas sem a verdade necessária para entendermos o que precisamos fazer será uma utopia, uma irrealidade sempre. Somente à vontade de vencer não é suficiente, precisamos agir de modo estrategicamente planejado sem omissões e mentiras para taticamente atingirmos nossos objetivos e metas com qualidade e produtividade aceitável.

As organizações precisam de profissionais íntegros para administrar dando o exemplo. Na verdade procura-se líderes que se preocupem com as organizações e não somente com eles e o seu futuro. A Sustentabilidade empresarial e a responsabilidade social devem ser observadas em todas as ações, pois poderemos assim participar de um modo ativo em todos os momentos necessários para o progresso da empresa. Só conseguiremos acertar mais se conseguirmos observar, quando da contratação das pessoas que é necessário esquecermos o egoísmo e buscarmos o melhor para assim podermos realizar o trabalho em equipe onde a verdade é e sempre deverá ser a matéria prima para isso. 

Vamos refletir sobre isto? 

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email