Artur diz que obras do BRT “começarão já”

A exemplo da água, a mobilidade urbana é mais um dos temas prediletos dos candidatos à Prefeitura de Manaus nestas eleições 2012. Ontem (10), o candidato da coligação “A Esperança é Agora”, Artur Virgílio Neto (PSDB), disse que a implantação do Sistema BRT será parte da solução definitiva do problema da mobilidade, o que será completado com medidas complementares da nova administração tucana caso vença a disputa municipal.
Com 19 km de extensão, o sistema, de acordo com Artur, terá uma tarifa bastante popular e com capacidade para absorver 60 mil passageiros/hora, apresentando uma velocidade média de 25 km/hora e gastando 30 minutos para cumprir o trajeto da zona leste ao Centro Histórico, em via própria, sem obstáculos de trânsito, já que os sinais serão controlados eletronicamente.
Segundo Artur, em entrevista concedida à Rádio Amazonas FM na manhã de ontem, o BRT funcionará integrado ao sistema comum de transporte urbano e os recursos, da ordem de R$ 200 milhões, virão da Caixa Econômica Federal, cabendo ao município contribuir com R$ 90 milhões. Considerando os aspectos burocráticos do empreendimento, inclusive um necessário processo de desapropriações, o sistema não poderá ficar pronto até a Copa de 2014, mas o candidato garante que “as obras deverão começar já, logo no início de 2013”.
Paralelamente ao BRT, Artur Neto afirma serem imprescindíveis grandes e pequenas intervenções da prefeitura com o objetivo de reordenar o trânsito de Manaus. “Precisamos de um trânsito funcionando de forma inteligente, pois afinal a cidade não é mais a mesma de 20 anos atrás, os problemas do trânsito são uns e os do transporte são outros”, comenta.
Artur não vê contradição entre o sistema BRT e o monotrilho, preconizado pelo governo do Estado, defendendo a integração dos dois modais, além da construção de ciclovias. Em sua opinião, um conjunto de medidas precisa ser adotado, mudando a escala de prioridades. “Não darei prioridade aos carros, eu entendo que o Brasil vai na contramão do resto do mundo, já que o mundo inteiro prioriza o transporte de massas, incluindo a bicicleta, e o Brasil insiste na loucura de colocar sempre mais carros nas ruas e nas avenidas, consumindo combustível poluidor, prejudicando o meio ambiente”, argumenta.
O que Manaus necessita é de vias recapeadas e transitáveis, seguindo um processo de “reinvenção de Manaus” que o novo prefeito tucano iniciaria em 2013 e seria finalizado por seus sucessores. “O importante é não andarmos para trás nunca mais”, diz, salientando que a reinvenção compreenderia a construção de rotatórias em pontos estratégicos da cidade, como o Coroado e o Eldorado.
Para o candidato, o sistema BRT, de certo modo, chega a se semelhar ao expresso implantado sob a administração do hoje senador Alfredo Nascimento. “O expresso não foi concluído, foi deixado para trás, mas a ideia era boa, significando ônibus atuando em um corredor próprio”, destaca, assegurando que o sistema, no entanto, está superado pelo BRT, que abrange mini-shoppings e camelódromos nos terminais. “O BRT é mais sofisticado, muito mais moderno”.

Lula/Collor
Artur Neto voltou a esclarecer que, se retornar à Prefeitura de Manaus, cumprirá apenas um mandato de quatro anos e não usará o mandato municipal como trampolim para tentar o governo do Estado em 2014. “Não sou macaco pulador”, revela, lembrando que desde 1982, quando se elegeu deputado federal pelo PMDB, sempre honrou o cumprimento dos mandatos conquistados nas urnas.
Ao frisar sua passagem pelo Senado e a função de líder do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso no Congresso Nacional, Artur afirma ter sido alvo de convites para encurtar mandatos e experimentar aventuras, como, por exemplo, em 1989, quando foi convidado por cardeais petistas para ser vice de Luiz Ignácio Lula da Silva, que chegaria ao Palácio do Planalto em 2003. Na mesma época, recebeu convite também para ser vice de Fernando Collor de Melo, que acabaria vencendo as eleições presidenciais de 1989. “Eu recebi esses convites, mas os recusei porque preferia cumprir meus mandatos na íntegra, e por isso a população do Amazonas confia em mim”.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email