Aromas, sabores e cores da comida árabe

Ao longo do tempo, a culinária árabe ganhou fama de ‘cozinha aromatizada’ por seus temperos e especiarias peculiares capaz de despertar o paladar no colorido dos seus pratos. A gastronomia da região possui uma enorme variedade que imprimem suas tradições, destacando-se principalmente por ser saborosa, saudável e milenar.
Em suas receitas sempre há muitos grãos, frutas, verduras, legumes, carnes vermelhas, aves, leites, queijos, molhos, pimentas e muitos temperos típicos. Para dar um toque especial na comida, as ervas frescas como salsa, hortelã, coentro e alecrim são muito utilizadas. Também entram os condimentos como açafroa, noz-moscada e canela ou até os mais picantes. A introdução de tantas especiarias se dar pelo comércio que o povo árabe fazia no Mediterrâneo.
Não podemos esquecer do pão que tradicionalmente é consumido em todos os países árabes, servindo, muitas vezes, como talher, onde as comidas são pegas em porções. O trigo também é base para outras iguarias da culinária árabe, como o couscous, uma das mais conhecidas, produzido com semolina moída e úmida, de trigo, cevada ou milho.
Com 35 anos de tradição em Manaus, o restaurante Sarah traz vários pratos característicos da culinária árabe. O carro chefe do cardápio são as iguarias mais conhecidas, como as esfirras de carne e verdura, o kibe cru ou frito e, os charutos de couve e repolho. De acordo com a proprietária Sarah Cury, os temperos naturais fazem a diferença da casa.
“Mesmo sendo os mais populares, quando você come já sente a diferença da nossa receita, que não leva nada enlatado. As massas e temperos são feitos todos os dias e uso muito alho, cebola, tomate, salsa e pimenta árabe para manter a qualidade e sabor”, conta. Além disso, o cardápio também oferece pão árabe, shisbarak, kafta no forno ou na brasa, arroz com lentilha, tabule, hommus be tahine, carneiro assado ao vinho, maxine e berinjela recheada, entre outros.
Um dos temperos preferidos da gastronomia árabe é o zatar, geralmente misturado com muitas ervas e o sumagre que confere acidez. O nome vem de seu principal ingrediente, o zahatar, uma espécie de tomilho que cresce no Oriente Médio. Outro também utilizado é tahine, que é uma essência do gergelim, sendo complemento de muitos pratos. “É misturado com alho esmagado, água e sumo de limão para temperar, por exemplo, kibe, esfirra, hommus e pasta de berinjela”, disse Sarah.
Para ela, se manter fiel a gastronomia daquela região sem alterar a receita original, ensinada por sua mãe Sophia Cury, que era libanesa, é um dos destaques do restaurante. “A mesa árabe é conhecida por combinar entre si e aprendi tudo com minha mãe e, em sua homenagem resolvi não mudar nada. Hoje tenho uma equipe que me ajuda, mas sou eu que preparo as comidas e compro os ingredientes diariamente, porque gosto de manter a tradição”, ressalta.
Assim como a comida árabe, o restaurante Sarah aposta em uma decoração que lembra uma tenda no deserto, com cores, quadros e luminárias característicos da cultura. Outro diferencial da casa, são as apresentações de dança do ventre, todas as quintas-feiras. “Também já virou tradição e só torna o ambiente mais agradável e divertido com espadas, lenços e candelabros”, explica. O atual endereço é rua Itauna, 116, Conjunto Vieiralves e atende delivery por meio dos números (92) 99238-2444 / 98196-5654/ 3086-1000.

Saudável
Rica em variedades, a culinária árabe alia pratos saudáveis e baixas calorias com pratos assados, cozidos e grelhados, que incluem quase sempre legumes e saladas. “Atualmente muitas pessoas tem a preocupação com dieta e buscam comidas mais saudáveis sem fritura e gordura. A árabe oferece isso, porque tudo é natural”, conclui Sarah.
Segundo especialistas, se o kibe cru for acompanhado de salada de folhas, cebola e hortelã, cada 100g possui menos de 150 calorias. Já a pasta de homus também é feita a base de grão de bico e berinjela, cada 100g do prato contém 120 calorias.

Mais opções

O Nájua Restaurante também oferece pratos deliciosos da típica comida árabe. Os destaques ficam por conta da batata à moda libanesa, berinjela recheada, kibes, charutos, quiabo com carne, entre outros. Mas o queridinho da casa é o espetinho de carneiro, que vem acompanhado com o tradicional arroz com lentilha. O restaurante fica situado na rua 2, n° 4, Conjunto Nova Friburgo, Parque Dez e os pedidos podem ser feitos por (92) 3642-5599.
As esfirras árabe são o carro-chefe do Labib’s, que oferece os sabores de carne, mussarela, queijo minas, coalhada, entre outros. Você também encontra outras opções de pratos como sanduíche de beirute de carneiro, hot kafta de carne ou frango e os charutos. Localizado na avenida Professor Nilton Lins, 1.586, Flores e o contato é (92) 3651-0384.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email