Aprender sempre fez parte do cotidiano dos fortes e dos humildes. Não temos dúvida de que Bolsonaro aprendera muito com a pandemia. E os governadores e prefeitos aprenderam? Afinal, integram um pacote só por força da malévola decisão do STF que constantemente se imiscuí em assunto que não lhe diz respeito. Se houvera atraso na definição dos métodos de tratamento ou na aquisição de imunizantes; hoje temos uma CPI que nasce desacreditada, em face de possuir no comando senadores que respondem dezenas de inquéritos e outros que acumulam a função de dever fiscalizar seus filhos; inexistindo a figura da suspeição. Renan não possui curriculum de respeito; muito menos independência, nem conduta ilibada. E, como responde a 24 inquéritos caberia ao STF já ter comunicado o fato ao Presidente do Senado; até porque seu “prontuário” não pode alimentar a eterna impunidade que habita o STF. O mesmo se diz do senador Omar, o qual já fora indiciado.

Haverá circo ou este já começara? Mas o país não pode parar e todos clamam pelo retorno das atividades e a recuperação do mercado de trabalho; posto que só a geração de emprego e renda fará com que o trabalhador leve alimentos para sua casa.

Forte nesta postura consta que Bolsonaro estaria estudando editar “decreto contra os decretos de lockdown de governadodres e prefeitos”; uma vez que o fechamento de tudo é uma das causas da atual crise na economia. Enfrentando uma mídia que tem em seu âmago destruir o país, Bolsonaro a ignora e mesmo sabendo  que a pandemia é uma tragédia a ser superada; vem plantando o dever de fazer prosperar a Nação, visando a diminuição das desigualdades. Não diminuira a execução de inúmeros obras federais e sempre apoia a iniciativa privada, para quem o trabalho é essencial. Muito diferente do governo e do lulopetismo, hoje temos uma Nação que respira o ar da democracia onde o povo brasileiro já conhece o futuro porque seu passado fora de dar vergonha. Antes tivemos  um governo que nos enganava e mentia; maculando nossa imagem no exterior. Hoje o cenário é outro, onde o trabalho é transformado em realidade sempre em benefício da população menos favorecida. Sejam todos mais honestos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email