19 de abril de 2021

Apelo à presidência da Conab para nossa produção de café

Faço um apelo para a presidência nacional do Conab para voltar a incluir a safra do Amazonas nas planilhas de avaliação de safra de café que são divulgadas pela Companhia. Atualmente, estão incluindo os números do Amazonas junto com outros estados e denominando de “outros”. 

Em dezembro de 2018, o Amazonas aparecia destacado nas planilhas divugladas, e não como “outros”. Que volte a ser assim, isso pode parecer besteira, mas não é.

O Brasil, o mundo, precisam saber que tem plantação de café no Amazonas, e café de qualidade em Apuí, Silves e outros municípios. Precisamos atrair mais investimentos ao nosso estado, então, precisamos divulgar o que temos, e a Conab é uma ótima aliada.

Deixar de incluir os nossos números como “outros” passando a divulgar individualmente é muito importante. Sei que a produção é pequena, e por isso os técnicos incluem como “outros” não só os números do Amazonas, mas também do Acre, Pará e Ceará. Mas entendo que isso pode ser mudado facilmente, como já foi em passado recente. É só ampliar a planilha, somente isso. É simples!

Ratifico meu apelo à presidência da Conab, que poderia ser reforçado pela bancada federal, assim como aos deputados estaduais, para que volte a divulgar individualmente não só os números do nosso estado, mas também do Pará, Ceará e Acre.

A Conab é referência positiva na avaliação de safra, como já disse acima, nosso estado precisa atrair investidores, como já vem acontecendo em Rio Preto da Eva (matéria abaixo), então, sugiro que a CONAB, como fez ano passado, volte a destacar, apesar de pequena, a produção local, não mais colocando em “outros”. Perde a visibilidade, fica mais difícil saber que no Amazonas tem produção de café.

Fiquei sabendo que o deputado federal Alberto Neto já encaminhou pleito à ministra Tereza Cristina e ao presidente da Conab para voltar a identificar, individualmente, a produção de café no Amazonas para dar mais visibilidade.

Esse belo  trabalho de levantamento de safra da Conab tem como objetivo de fornecer dados e informações estratégicas e de atender a Política Agrícola, instituída pela Lei n° 8.171 de 17/01/1991, a Conab tem a responsabilidade de realizar o levantamento e avaliação das safras brasileiras de grãos, fibras, café e cana-de-açúcar. Por meio deles, são gerados as Tabelas de Dados e os Boletins de Levantamento e Avaliação de Safras, que contêm as avaliações por cultura para as diferentes unidades da federação, as quais são compostas por análises fitotécnicas e econômicas, área plantada, produtividade, produção, monitoramento agrícola, prognóstico climático, suprimento, demanda e análise de mercado. O método de trabalho segue uma metodologia específica, com finalidade de garantir a confiabilidade e a consistência dos dados e informações. As Tabelas de Dados e os Boletins de Levantamento e Avaliação de Safras são produzidos visando aos princípios da tempestividade, acessibilidade, continuidade e transparência. O trabalho relacionado à safra de grãos e fibras é realizado mensalmente, enquanto que para os de café e cana-de-açúcar tem periodicidade quadrimestral.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email