15 de agosto de 2022
Prancheta 2@3x (1)

Anticoncepcionais representam maior risco para pets. Fique sempre ligado!

MARCELO PERES

Muitos tutores optam pelo uso de anticoncepcionais para evitar gravidez nas fêmeas pets. Porém, a maioria ainda desconhece o quanto essas substâncias são nocivas para os animais. As desordens provocadas pelos hormônios sintéticos são imensas, predispondo o aparecimento de câncer, tumores de mama, de útero, enfim, uma infinidade de problemas que poderiam muito bem ser evitados.

Não há discussão. A melhor opção é a castração de cadelas e gatas para quem não deseja que elas procriem. O procedimento é barato. E os custos-benefícios valem a pena, prevenindo eventuais prejuízos. Ao contrário, os contraceptivos, apesar de serem comprados até por ninharias, vão impactar diretamente no seu bolso com o aparecimento de uma eventual doença oportunista pelo frequente uso desse método.    

São muitas as doenças. Uma delas é a piometra, que afeta cadelas e gatas. E, se não tratada devidamente, pode levar a uma morte súbita. Em geral, o problema é causado pelo uso abusivo de anticoncepcionais em animas domésticos fêmeas. Mas também tem outras causas. 

A piometra é uma infecção aguda e grave do útero. Apresenta-se de duas formas – aberta e fechada. A primeira, que se caracteriza por secreções purulentas vaginais, é de fácil diagnóstico. A segunda é mais difícil de detectar porque não manifesta nenhum sinal, a não ser uma distensão abdominal, seguida de febre, falta de apetite, apatia, que podem ser confundidos com outras doenças.

Portanto, é muito importante os tutores ficarem alertas quando o animal manifestar alguns desses sintomas e começar a liberar corrimentos pela vagina. Durante o cio, a fêmea fica com o útero muito exposto, facilitando a invasão de bactérias que vão infectar o órgão e podem desencadear o processo infeccioso.

Hoje, porém, uma das maiores causas da doença é o uso de contraceptivos. Se você não deseja que seu animal procrie, então a melhor solução é a castração. Além de prevenir a piometra, o procedimento também evita o aparecimento de tumores de mama que podem ser benignos ou malignos.

Além dos sintomas clínicos, o diagnóstico da piometra é feito ainda por exames de ultrassonografia que avaliam a extensão e a gravidade do caso. O hemograma também é recomendo para avaliar as condições clínicas do animal – até que ponto a infecção avançou ou se já se alastrou para outros órgãos.

Na maioria das vezes (pelo menos em 90%), só a cirurgia pode solucionar o problema, o que culmina em altos gastos com tratamentos e medicamentos. Então, a melhor opção é mesmo a prevenção.

Castrar é o método mais fácil e recomendado pelos veterinários para prevenir problemas futuros nos animais, como piometra e câncer. Pode proporcionar melhores condições de saúde para os pets e deixá-los mais fortalecidos contra doenças oportunistas, principalmente as causadas por bactérias.

Após a castração, os animais precisarão de cuidados redobrados. Uso de roupinhas especiais ou de colar elizabetano é importante para evitar que o pet tenha acesso ao local da cirurgia. Lambeduras e arranhões eventuais podem dificultar a recuperação.

Os tutores devem ficar atentos para esses detalhes, pois só assim os animais poderão se recuperar mais rapidamente. Em média, a recuperação demora de sete a dez dias, dependendo dos cuidados básicos. Fique de olho!

POR DENTRO

Piometra – principais sintomas

  • Falta de apetite
  • Fraqueza
  • Dor e aumento de volume abdominal
  • Presença de secreção vaginal (no caso da piometra aberta)
  • Febre
  • Aumento no consumo de água
  • Excesso de xixi

DICA ANIMAL

Dieta – melhor optar só pela ração

Muitos tutores ainda insistem em dar a mesma alimentação servida às pessoas em casa, em geral muito condimentada e extremamente prejudicial aos bichinhos. E outros vão além desse comportamento (digamos, assim, irresponsável, desculpem a palavra ácida): dão ossos de frango para os pets.

O osso pode perfurar ou obstruir estômago e intestino, além de outras áreas da região abdominal. E, às vezes, só a cirurgia poderá resolver o problema e salvar o animal. Alimentos condimentados causam alergia e abrem muitas portas para o desencadeamento de processos infecciosos nos animais.

Trate seu pet como ele realmente merece. Alimente-o só com rações e outros gêneros alimentícios, elaborados especificamente para suprir as necessidades nutricionais dele. Afinal, esses produtos resultam de muitos anos de estudos científicos de pessoas que se dedicam a proporcionar uma melhor qualidade de vida aos bichinhos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Anúncio

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email