Anac e Antaq devem lançar concurso

Duas agências reguladoras estão esperando o Ministério do Planejamento aprovar a realização de concursos: a Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários), vinculada ao Ministério dos Transportes, e a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil).
O pedido da Antaq avançou nesta quinta-feira (12), e agora está na Coordenação-Geral Jurídica de Recursos Humanos.
A solicitação é de 202 vagas, sendo 23 para técnico administrativo, 80 para técnico em regulação de serviços de transportes aquaviários, cargos que requerem o nível médio, e ainda 22 para analista administrativo e 77 para especialista em regulação de serviços de transportes aquaviários, de nível superior.

Anac pede preenchimento de 386 vagas

Já o requerimento da Anac continua no Departamento de Planejamento das Estruturas e da Força de Trabalho, setor onde está desde setembro. Nesse caso, é pedida autorização de 386 vagas nas funções de técnico administrativo, técnico de regulação de aviação (nível médio), especialista em regulação de aviação e analista administrativo (superior).
A distribuição das vagas ainda não foi informada.
Em ambas as agências, as remunerações são de R$ 5.138,18 para técnico administrativo, R$ 5.357,98 para técnico (em regulação, na Antaq, e de aviação, na Anac), R$ 9.636,20 para analista e de R$ 10.392,20 para especialista. Todos os valores já incluem R$ 373 de vale-alimentação.
A última seleção da Antaq foi realizada em 2009.
Na ocasião, os participantes passaram por provas objetiva e discursiva. Para o cargo de especialista ainda houve análise de títulos e curso de formação.
Ainda não estão definidas as localidades que farão parte do próximo concurso.
Em 2009, as oportunidades foram para Brasília/DF, Belém/PA, Manaus/AM, Porto Velho/RO, Fortaleza/CE, Recife/PE, Salvador/BA, São Luís/MA, Corumbá/MS, Rio de Janeiro/RJ, São Paulo/SP, Vitória/ES, Florianópolis/SC, Paranaguá/PR e Porto Alegre/RS.
Já o último concurso da Anac foi em 2012 e também organizado pelo Cespe/UnB.

Especialista dá dicas de preparação

Quem deseja concorrer a uma das 588 vagas que deverão ser oferecidas, em 2014, pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) e pela Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários) não deve esperar até que os editais sejam divulgados para iniciarem os estudos.
A dica é do professor de Direito Constitucional e diretor acadêmico do site “Questões de Concurso”, Fernando Bentes.
O especialista analisa que os as provas de agências reguladoras, tais como dos órgãos em questão, costumam ser divididas em duas maneiras: matérias básicas e específicas.
“Como as disciplinas específicas valem mais pontos, são consequentemente as mais difíceis e também as primeiras a serem analisadas no critério de desempate. Por isso, os candidatos devem dar uma maior atenção a elas”, orienta Fernando.
Fernando Bentes também afirma que o nível de cobrança não é mesmo para os cargos de nível médio e para os do superior.
“Para as funções do nível superior, a competição é menor, porém a cobrança é maior. Já para o nível médio, ocorre exatamente o contrário”, ressalta.
O especialista acredita que os dois concursos serão organizados pelo Cespe/UnB, assim como aconteceu nas seleções anteriores. Como os exames desta banca, são no estilo “certo ou errado”, Fernando Bentes faz um alerta.
“O concorrente só deve responder a um item quando tiver certeza absoluta da resposta. Se ele tiver dúvida, deve relê-lo com atenção, até encontrar a alternativa correta. Mas o importante é que eles não deixam de assinalar todas as questões da prova”, adverte.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email