16 de abril de 2021

América Latina e Caribe aprovam declaração para Conferência Mundial

Representantes da América Latina e do Caribe aprovaram, na semana passada, a declaração regional que será apresentada em novembro na Conferência Mundial de Ciência, em Budapeste (Hungria)

Representantes da América Latina e do Caribe aprovaram, na semana passada, a declaração regional que será apresentada em novembro na Conferência Mundial de Ciência, em Budapeste (Hungria).
O texto foi aprovado ao final do 2° Fórum Regional sobre Políticas de Ciência, Tecnologia e Inovação, realizado de 23 a 25 de setembro, em Buenos Aires (Argentina). O documento resulta de uma série de reuniões e fóruns promovidos pela Divisão de Política Científica e Desenvolvimento Sustentável da Oficina Regional de Ciência da Unesco para América Latina e Caribe.
Entre outros pontos, a declaração regional apresenta as bases para o desenho de um “Marco Estratégico Regional” para enfrentar os problemas comuns à região de maneira coordenada e por meio da cooperação entre os países da região.
A íntegra da declaração está disponível em http://www.unesco.org.uy/politicacientifica/budapest+10/fileadmin/ciencias%20naturales/budapest/Declaracion-de-ALC-2009-VF.pdf

Saber tradicional

Entre os assuntos discutidos durante o fórum destacaram-se: como promover a pesquisa científica e o desenvolvimento de áreas prioritárias; quais são os mecanismos mais adequados para incorporar a C&T (ciência e tecnologia) ao setor produtivo; como alcançar o desenvolvimento sustentável respeitando a natureza e o saber tradicional.
“É imprescindível para o crescimento de nossos países a cooperação Sul-sul. Se conseguirmos abandonar o modelo linear de C&T, alcançar a apropriação social dos conhecimentos científicos e investir no desenvolvimento sustentável e valorização das culturas tradicionais, poderemos dar um salto qualitativo no nível de vida”, destacou a secretaria de Planejamento e Políticas do Mincyt (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Produtiva da Argentina), Ruth Ladenheim.
A necessidade de mais investimentos em C&T foi outro ponto destacado nos debates. O diretor da oficina regional de Ciencia da Unesco (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura), Jorge Grandi, ressaltou que a média de investimento do PIB na América Latina e Caribe é de 0,62%. “É uma cifra que nos coloca muito abaixo dos países centrais”, finalizou.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email