Amazonino toma rumo da oposição

Reunido, ontem, com aliados, o ex-governador e ex-prefeito Amazonino Mendes anunciou sua decisão de fazer oposição aos governos estadual e municipal. Ele justificou a mudança de rumo dizendo que não aceitava ser apontado como culpado por todos os problemas que Manaus enfrenta. E garantiu que vai se defender. A mágoa é ainda maior porque foi ele quem bancou a maior parte da campanha de Arthur Neto. Com isso, a bancada do PDT e dos partidos alinhados com ele na CMM deve ser convocada para uma reunião na casa do Tarumã, onde receberão a orientação de caminhar com as legendas que não estão no raio de influência da atual administração municipal.

Mudança

Os aliados que foram ao encontro de Amazonino esperavam ter sido convidados apenas para assistir à decisão da Taça Guanabara, já que o político estava empolgado com o seu time, o Botafogo, que acabou campeão. No entanto, foram surpreendidos com uma conversa séria, que durou pouco mais de uma hora, tempo suficiente para que ele mudasse radicalmente o discurso que manteve até bem pouco tempo atrás. Sobraram críticas a Omar Aziz e Arthur e elogios a Eduardo Braga. Mudança radical.

Todas as tribos

Enquanto isso, em Brasília, a presidente Dilma Roussef abre agenda esta semana a diferentes grupos políticos do Amazonas. Hoje ela recebe primeiro o senador Eduardo Braga (PMDB), depois o governador Omar Aziz (PSD) e no final da tarde conversa com o senador Alfredo Nascimento (PR). A princípio, os três tratarão de assuntos distintos. Braga será orientado sobre as próximas votações no Senado; Aziz vai tratar de assuntos administrativos e Nascimento da volta de seu partido ao poder. Não se descarta, entretanto, tratativas políticas.

Magoado

Em roda de amigos no último domingo, em uma concessionária de veículos da cidade, o ex-vereador Paulo D´Carli, que foi um dos primeiros articuladores da candidatura de Arthur Neto a prefeito, se dizia magoado com o tratamento que recebeu depois da vitória e afirmava que não fazia mais parte do grupo que chegou ao poder. Surpresos, os interlocutores quiseram saber o motivo da mágoa. Ouviram uma explicação impublicável.

Campanha 1

Alheio às mágoas e conchavos, Arthur mantém um ritmo de campanha. Inaugurou um Centro Municipal de Lutas na companhia do campeão José Aldo, almoçou com alunos da rede municipal anunciando sete refeições por dia, participou de eventos com o governador Omar Aziz e ainda arrumou tempo para prestigiar o batizado do filho de um amigo em Novo Airão, onde fez questão de cumprimentar um a um os presentes na Igreja.

Campanha 2

O vice-governador José Melo também se movimenta freneticamente como pré-candidato. Tem sido presença constante nos principais eventos da cidade e mantém uma agenda lotada de conversas com prefeitos, vereadores, deputados e lideranças comunitárias. A seu lado, a secretária de Governo, Rebecca Garcia, voltou aos holofotes e também passou a frequentar ambientes onde a exposição pública é item obrigatório.

Permissão

O delegado federal Wesley Aguiar aguarda apenas a autorização do Ministério da Justiça para assumir o cargo de secretário de Justiça e Cidadania. Enquanto isso, monitora as rebeliões que pipocam nos presídios estaduais. Elas seriam “encomendadas” pelos traficantes “Zé Roberto” e “Copinho”, que foram transferidos da cidade na semana passada.

Força

A Rede Amazônica deu uma demonstração de força no final de semana, ao promover a gravação do Blue Ray do Caprichoso em Parintins. Além da exposição do evento, que garantiu um público bem maior do que aquele reunido pelo Garantido duas semanas antes, quando da gravação de seu DVD, o grupo garantiu ainda a presença de globais na ilha, como o cantor e jurado do The Voice Brasil, Carlinhos Brown, o ator Jackson Antunes, a atriz Barbara Paes e a vencedora do Big Brother Brasil 11, Maria Melilo.

Reação

O presidente da Câmara Municipal de Manaus, Bosco Saraiva (PSDB), determinou, ontem, aos seus diretores que enviassem relatório detalhado da licitação que pretende realizar amanhã, para a compra de kits de informática e televisão que serão utilizados pelos vereadores. Foi uma reação ao anúncio do Tribunal de Contas, de que faria uma avaliação dos preços sugeridos, considerados pelo Ministério Público acima do valor de mercado.

Surpresa

O mais novo deputado federal do Estado, Plínio Valério (PSDB), parece não estar disposto a comprar briga nenhuma. Em entrevista a uma rádio local, ele distribuiu elogios ao prefeito e correligionário Arthur Neto, ao governador Omar Aziz e (surpresa!) até ao senador Eduardo Braga, desafeto dos comandantes de seu grupo político.

Voto secreto

A semana na Assembléia Legislativa deverá ser marcada pela votação do fim do voto secreto para as votações no plenário da Casa. Articulação nesse sentido está sendo feita pelo presidente Josué Neto. O parlamentar tem conversado pessoalmente com os deputados para encaminhar uma aprovação unânime. Segundo Josué, esse posicionamento reflete o pensamento da grande maioria dos membros do Poder Legislativo amazonense.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email