Amazonino retorna a Manaus

O ex-governador Amazonino Mendes (Podemos) desembarcou em Manaus no último final de semana, depois de mais de sete meses em São Paulo, aonde se submeteu a tratamentos de saúde e vacinou-se contra a Covid-19. Sua chegada está sendo interpretada no meio político como o início oficial das articulações com vistas à eleição de 2022, já que o veterano político, de 81 anos, aparece como líder nas pesquisas até aqui para o Governo do Estado. Ele apareceu ontem em sua residência, no bairro Tarumã, zona Oeste, exercitando-se em uma esteira. A imagem é recorrente para políticos cuja saúde é colocada sob suspeita, mas querem participar de processo eleitoral. Especula-se ainda que o ex-prefeito da capital poderia disputar o Senado. Seja como for, ele é nome forte em todos os cenários e tem separado boa parte de sua agenda para conversar com correntes políticas, dentro e fora de seu arco de alianças montado nas últimas eleições municipais, quando terminou em segundo lugar na eleição para prefeito de Manaus, bem perto do vencedor David Almeida (Avante).

INVESTIGAÇÃO

O Ministério Público do Amazonas recebeu e vai apurar a denúncia sobre a morte de Sérgio Fragoso Monteiro, após ser atingindo por disparos efetuados pela Policia Civil do Amazonas, durante operação “Coalizão do Bem”, que ocorreu em Manaus na última sexta-feira. A promotora de Justiça responsável pelo caso é Marcelle Cristine de Figueiredo Arruda, da 61ª Promotoria de Justiça.

NEPOTISMO

Atendendo a recomendação expedida pela Promotoria de Justiça de Amaturá, o prefeito do município, José Augusto Barrozo (PROS), determinou a exoneração de dezesseis pessoas que exerciam cargos no Executivo Municipal, alguns deles em evidente situação de nepotismo. Os servidores exonerados eram parentes do prefeito e do vice-prefeito, Evandro Lopes (Avante). Os decretos de exoneração foram publicados no Diário Oficial Eletrônico dos Municípios do Estado do Amazonas no último dia 17.

CONCURSO

O defensor público geral do Estado, Ricardo Paiva, anunciou um novo concurso para o quadro de defensores da Defensoria Pública do Estado do Amazonas. O anúncio foi feito durante a posse de oito novas defensoras e defensores, realizada na Assembleia Legislativa do Amazonas. A solenidade marcou a conclusão da série de nomeações dos aprovados no concurso de 2018, terceiro certame da história da instituição.

DISSEMINADORA

Um artigo científico publicado na revista “Scientific Reports” coloca Manaus no rol das 17 cidades brasileiras que mais contribuíram para a disseminação do vírus da Covid-19 no Brasil, apontando as rodovias como principal vetor de propagação do vírus. Só que a capital amazonense só é ligada a uma outra capital brasileira o ano inteiro por esse modal de transportes, Boa Vista (RR). O estudo ataca, entretanto, o aeroporto internacional, que seria desprovido de controle sanitário adequado.

ATROPELAMENTOS

A cada três dias, uma pessoa perdeu a vida após atropelamento no trânsito do Amazonas, neste ano. De janeiro a abril, o estado registrou 37 vítimas fatais desse tipo de acidente, um crescimento de 60,8% na comparação com as 23 do ano passado, conforme dados da Secretaria de Segurança Pública. Além da alta, o número de casos também chama atenção porque todas as ocorrências se deram fora das faixas de pedestres, criadas exclusivamente para a segurança do cidadão.

EMENDAS

O deputado Adjuto Afonso (PDT) aprovou na semana passada dois projetos orientados pela União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais, da qual ele faz parte, na condição de diretor. O objetivo é influenciar na aprovação de emendas constitucionais no Congresso Nacional, que modifiquem artigos considerados prejudiciais aos Estados e municípios.

INFLUENZA

A Prefeitura de Manaus prossegue com a imunização contra a Influenza em 171 salas de vacinação disponibilizadas pela Secretaria Municipal de Saúde. A campanha, que teve início no dia 12 abril e se estende até o dia 9 de julho, já imunizou 217.309 pessoas dos grupos de risco definidos pelo Ministério da Saúde. A população total estimada para os grupos prioritários é de 642 mil pessoas e, de acordo com a Semsa, a meta é vacinar 90% desse público.

SEM IRREGULARIDADES

Em decisão unânime, o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas considerou improcedente a denúncia de suspeita de superfaturamento e direcionamento de dispensa de licitação contra a Central de Medicamentos do Amazonas, para a aquisição de macacões voltados ao enfrentamento da pandemia de Covid-19. A representação foi movida em junho de 2020 pelo Ministério Público de Contas.

FRASES

“Aposentadoria só no céu.” Dom Alcimar Caldas Magalhães, bispo emérito do Alto Solimões, que morreu no último domingo (20) em Manaus

“A prática comum nas academias, de venda de medicamentos, configura-se como crime, já que todos exigem a prescrição médica”. Eduardo Paixão, delegado de Crimes Contra o Consumidor de Manaus 

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email