Amazonas vive taxa de transmissão acelerada da Covid-19

O Comitê de Resposta Rápida – Enfrentamento Covid-19 enfatizou a extrema necessidade do cumprimento urgente das medidas de prevenção para combater a alta aceleração da transmissão do novo coronavírus. Hoje, essa taxa de transmissão está em 1,3 e isso significa que, para cada cem pessoas infectadas, em um intervalo de sete dias, 130 serão contaminadas.

Segundo a presidente da Comissão Estadual de Controle de Infecção em Serviços de Saúde da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), Tatyana Amorim, essa taxa é medida por um indicador denominado R0, e o ideal é que ele estivesse abaixo de 1. Acima disso, significa que a transmissão está acelerada. Entre 3 e 4, toda a população será infectada, e em 1,5, pode alcançar 60% da população. Somente se for menor do que 1, a epidemia irá diminuir de tamanho até ser eliminada.

“Nós estamos com uma taxa de transmissão de 1,3. Esse indicador mede a velocidade de crescimento do número de casos. Quando fica acima de 1, significa que o número de casos está aumentando”, explicou. Ela disse, ainda, que essa velocidade é a mesma observada nos meses de abril e maio do ano passado. “Isso significa que estamos vivenciando novamente um tsunami, ou seja, um crescimento acelerado de casos”, destacou.

Além do indicador R0, a alta aceleração da transmissão no estado pode ser observada também, segundo a coordenadora, pelo volume de óbitos diários e pela taxa de internações em leitos clínicos e de UTI nas unidades de referência para o tratamento da Covid-19.

“São várias as condições que podem explicar esse aumento acelerado de casos, tais como o relaxamento da adesão às medidas de proteção, as aglomerações de final de ano e, ainda, a possibilidade da circulação de uma nova variante do vírus com maior potencial de transmissão. Essa variante já foi identificada aqui no Amazonas, e ainda é cedo para afirmar que é a responsável pelo excesso de casos, mas não pode deixar de ser observada”, explicou.

Tatyana alertou ainda que, se o comportamento da Covid-19 seguir o padrão dos demais vírus respiratórios, a transmissão elevada pode se estender por mais tempo. Mas frisou que ainda são necessários estudos para confirmar se o vírus segue esse padrão.

Por tudo isso, é necessário que a população, urgentemente, use máscaras faciais, mantenha a distanciamento social e lave as mãos com água e sabão ou utilize álcool em gel.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email