22 de janeiro de 2022

Alguma vez você saiu de casa e precisou voltar para ter certeza de que não deixou o fogão ligado? Se depender da Amazon, esse tipo de situação será resolvida com mais tranquilidade – ao menos se o fogo realmente não estiver aceso. Em seu evento lançamento nesta terça-feira, a empresa norte-americana apresentou o Astro, seu primeiro robô-assistente residencial.

Equipado com Alexa, o robozinho tem personalidade própria e segue os residentes da casa quando necessário. A tela reproduz emoções pelos seus olhos digitais, inspirados em robôs da ficção científica como R2D2 (de Star Wars). Ele conta com uma câmera que se alonga quando necessário para ver locais mais altos e diversos sensores que possibilitam sua locomoção pela casa e evitam acidentes (em escadas ou objetos que possam causar uma batida, por exemplo).

Um dos destaques do Astro é sua conectividade com os sistemas de segurança domiciliar da Amazon. Ele é compatível com os dispositivos Ring (câmeras de segurança da Amazon) e seu serviço de assinatura Ring Protect Pro, assim, pode fazer rondas pela casa e emite alertas caso haja uma movimentação estranha no ambiente. Ele também conta com o Alexa Guard, um recurso capaz de escutar alarmes de incêndio ou gás, além de sons de vidro quebrado, emitindo alertas direto no app do usuário.

Inicialmente, o robô estará disponível apenas nos Estados Unidos e chega ao mercado com preço sugerido de US$ 1.500, mas os clientes que se cadastrarem e forem selecionadas para testá-lo primeiro pagarão US$ 999. “O Astro faz parte da cultura Day One e mostra novas possibilidades para o futuro”, destacou Dave Limp, vice-presidente sênior de dispositivos da Amazon.

Conectividade para a família

A empresa também lançou o Echo Show 15, um dispositivo para organização familiar, como se fosse um quadro organizador digital. Ele é feito para ser o “coração digital da casa”, como diz a marca. Com tela Full HD 1080p de 15,6 polegadas, o dispositivo pode ser fixado à parede ou apoiado em uma base, vem com um processador de próxima geração AZ2 Neural Edge, tela inicial com opções de customização, novos recursos de personalização com reconhecimento facial e novos widgets da Alexa.

Os usuários podem atualizar o calendário da família, visualizar listas de compras, consultar receitas e personalizar suas próprias músicas. Com o reconhecimento facial, o dispositivo reconhece quem está utilizando e automaticamente mostra as informações daquele membro da família. Entre os lançamentos, este é o único que já chega ao Brasil nos próximos meses. O preço sugerido é R$ 1.899.

Implante faz macacos ligarem cérebro a uma prótese

Foto: Divulgação

Pesquisadores da Universidade de Michigan, nos EUA, desenvolveram um novo sistema que permite o controle total de vários dedos protéticos ao mesmo tempo. O conjunto de eletrodos implantado no cérebro de macacos foi capaz de prever os movimentos distintos quase instantaneamente.

Atualmente, esse controle individual contínuo dos dedos só é possível com a leitura da atividade muscular do paciente, impossibilitando o uso na maioria dos casos de paralisia. Essa tecnologia permite que humanos e primatas manipulem apenas prósteses mais simples, capazes de apontar ou pinçar objetos.

“Esta é a primeira vez que alguém consegue controlar vários dedos precisamente ao mesmo tempo. Estamos falando sobre aprendizagem de máquina em tempo real que pode conduzir um dedo indicador em uma prótese separadamente do dedo médio, anelar ou mínimo”, explica a professora de biomedicina Cindy Chestek, coautora do estudo.

Controle total

Durante os testes realizados em laboratório, o novo sistema permitiu que macacos criassem movimentos complexos para mãos digitais mostradas na tela de um computador. O dispositivo coleta sinais do córtex motor primário por meio de um conjunto de eletrodos com apenas 4 milímetros de diâmetro.

Andando na calçada sem esbarrar

Robô usa inteligência artificial para andar na calçada sem esbarrar em pedestres – Foto: Divulgação

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Geórgia (Georgia Tech) e da Universidade de Stanford, ambos nos EUA, desenvolveram um robô quadrúpede capaz de navegar com segurança por calçadas e outros ambientes urbanos comuns sem colidir com humanos ou esbarrar em obstáculos pelo caminho.

O AlienGo é programado para seguir rotas específicas geradas por serviços de mapas públicos, utilizando uma nova estrutura de aprendizagem de máquina composta por duas fases de alto desempenho que garantem uma navegação autônoma mais eficiente e responsiva ao ambiente.

“Nosso trabalho é inspirado em duas vertentes: direção autônoma e navegação interna de robôs. Como a navegação em calçadas externas ocorre em locais com uma grande variedade de pedestres e obstáculos sem faixas de guia, criamos um conjunto de técnicas de aprendizagem e algoritmos para resolver desafios específicos”, explica o professor de engenharia do Georgia Tech Sehoon Ha, coautor do estudo.

Para dar autonomia ao robô, a equipe habilitou uma rede neural artificial para navegar pelas calçadas usando modelos predefinidos. O primeiro algoritmo, apelidado de “especialista”, foi treinado em um simulador de mundo real de alta velocidade para aprender a lidar com obstáculos de forma geral.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email