Amazon Hostelling promove exposição do ‘Grupo Arte no Bosque’

No próximo dia 19 comemora-se o Dia Mundial da Fotografia, mas em Manaus os profissionais e os não profissionais dessa arte de captar as imagens serão homenageados a partir do dia 17, terça-feira, com a abertura da exposição ‘Guerreiros do Pixel’, que reunirá os trabalhos de dez fotógrafos no salão de entrada do Palácio Rio Branco, a partir das 16h. O Palácio Rio Branco está localizado no Centro Histórico de Manaus. A exposição está sendo organizada por Patrick Steenbuck, da Amazon Hostelling, empresa amazonense produtora de eventos e realizações artísticas.

“O evento é para homenagear os fotógrafos do mundo, mas especialmente os fotógrafos aqui da nossa terra. Será uma homenagem aos guerreiros do pixel de Manaus”, destacou Patrick.

O tema da exposição será ‘A fotografia como alicerce para um novo turismo no Amazonas’.

“A exposição não será apenas uma mostra de fotos, mas de belas imagens do Amazonas, porque entendemos que a fotografia pode ser um importante elo entre nós que vivemos aqui na Amazônia e os turistas do Brasil e do mundo que desejam conhecer a nossa região”, ensinou.

À frente da Amazon Hostelling, Patrick tem agitado as artes visuais em Manaus, com a realização de exposições, reunindo um grupo de artistas visuais, que ele denominou ‘Grupo Arte no Bosque’.

Em dezembro do ano passado o promoteur organizou o ‘1º Arte no Bosque’, no Bosque Clube, reunindo as obras de 15 artistas plásticos naquele tradicional clube da cidade.

“Queremos que este encontro provoque o fortalecimento das artes plásticas e visuais do Amazonas para que seja inserida no contexto latino americano”, disse ele na época.

Cinco meses depois, para comemorar o Dia do Artista Plástico, nova exposição organizada por Patrick, no dia 8 de maio, no Pátio Gourmet, reuniu 16 artistas plásticos e fotografias produzidas por Julian Aude Santa Cruz e pelo próprio Patrick.

Dez profissionais

Participarão da ‘Guerreiros do Pixel’, Carlos Navarro Infante, o pioneiro da fotografia colorida no Amazonas, mestre das imagens que já formou dezenas de profissionais, em Manaus; Selma Carvalho, a fotógrafa que mais registrou a grande cheia do Negro, neste ano, na capital amazonense; Michel Mello, um dos grandes nomes do jornalismo fotográfico no Amazonas; Eliton de Freitas; Ricardo Balbi; Adriana de Lima, Daniele Gracha, Francisco Toti, Julian Audi Santa Cruz e Michael Wisel, alemão que está fotografando Manaus como fez o também alemão George Huebner, no final do século passado.

Carlos Navarro, pioneiro da fotografia colorida no Amazonas e mestre das imagens – Foto: Divulgação

“Cada fotógrafo apresentará no mínimo quatro imagens, mas existem alguns que estão trazendo dez trabalhos. Todas têm a ver com turismo porque o objetivo da exposição não é apenas mostrar os belos trabalhos dos fotógrafos, mas também os belos cenários do Amazonas para o mundo ver”, adiantou Patrick.

O promoteur aproveitou para agradecer a Tenório Telles, presidente do Conselho Municipal de Cultura, da Manauscult; e Marcos Apolo Muniz, secretário estadual de Cultura que, em nenhum momento têm negado apoio aos eventos que vem organizando e realizando.

Selma Carvalho foi quem mais registrou as imagens da grande cheia do Negro, neste ano – Foto: Divulgação

“Solicitos e prestativos, estes dois homens da cultura de nosso Estado têm sido de fundamental importância para que os eventos do ‘Grupo Arte no Bosque’ possam acontecer”, destacou.

Homenagem a Silvino Santos

Homenagem a Silvino Santos, pioneiro dos documentários na Amazônia – Foto: Divulgação

A exposição ‘Guerreiros do Pixel’ fará parte do projeto ‘Fly Amazonas’, que Patrick está desenvolvendo.

“Entre as décadas de 1970 e 80, trabalhei na Embratur (Empresa Brasileira de Turismo), e lá desenvolvemos o projeto ‘Fly Brasil’, que divulgava o Brasil turístico no exterior. O objetivo do ‘Fly Amazonas’ é o mesmo e esta exposição é apenas o início do projeto aqui em nosso Estado”, revelou.

Os trabalhos dos dez fotógrafos ficarão em exposição do Palácio Rio Branco até o dia 29 de agosto, domingo, e homenageará o português Silvino Santos, um dos pioneiros da fotografia, e o pioneiro dos documentários na Amazônia, que este ano completaria 135 anos.

Patrick adiantou que no dia 24 de outubro, no mesmo Palácio Rio Branco, acontecerá a abertura do ‘1o Salão de Fotografias de Manaus’, para comemorar o aniversário da capital amazonense. 

Serviço

O que: Exposição ‘Guerreiros do Pixel’, com fotografias de dez fotógrafos

Onde: Palácio Rio Branco, Centro Histórico de Manaus

Quando: Dia 17, terça-feira, a partir das 16h, até 29 de agosto

Informações: 9 9186-7705

O mundo conhece o daguerreótipo

O dia 19 de agosto homenageia a invenção do daguerreótipo, o antecessor das câmeras fotográficas. Em 19 de agosto de 1839 a Academia Francesa de Ciências anunciou mundialmente a nova invenção. O aparelho foi desenvolvido pelo francês Louis Daguerre (1787-1851), em 1837, graças aos estudos de Joseph Niépce (1765-1833), que havia criado a héliographie alguns anos antes. Em 1839 também foi inventado o calótipo, outro sistema de captura de imagens, criado por William Fox Talbot (1800-1877). Por causa dessas incríveis invenções, 1839 se consagrou como o Ano da Invenção da Fotografia.

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email