Amazon Bus volta a realizar passeios por Manaus

E mais uma vez o Amazon Bus, da Amazonastur, retoma seus passeios pela cidade. Na tarde de hoje, nosso routmaster volta a circular pelas ruas de Manaus. Na realidade, são dois veículos que se revezam.

Quem nunca viu em filmes ou fotos os famosos ônibus vermelhos de dois andares, de Londres? Denominados de routmasters (mestres das rotas), os ônibus, fabricados entre 1954 e 1968, se tornaram um símbolo da capital inglesa e foram copiados em todo o mundo. Os novos, com tecnologia mais avançada, começaram a ser fabricados em 2012 e continuam a ser muito procurados pelos turistas que, inclusive, podem realizar passeios em routmasters originais.

Em Manaus, depois de haver ficado dois anos sem atividades devido à falta de interesse da iniciativa privada em locá-lo para promover os tours pelas ruas de Manaus, em 2020 a empresa KF Transportes e Turismo Eireli assumiu o compromisso e os passeios aconteceram de janeiro a março, até a chegada da pandemia, quando os Amazon Bus novamente ficaram estacionados por longos seis meses.

“Quando a pandemia amenizou, no final do ano passado, resolvemos retornar com os passeios, e numa data bem significativa, 27 de setembro, Dia Mundial do Turismo. De outubro a dezembro prosseguimos com os passeios quinzenais, e o último aconteceu no dia 27 de dezembro, animado pela batucada do Garantido. Aí veio janeiro, a pandemia piorou, e paramos outra vez”, lembrou Wolnei Cesar, diretor comercial do Amazon Bus.

O último passeio, em dezembro do ano passado, ainda com lotação completa – Foto: Divulgação

O Amazon Bus possui várias rotas, uma delas, a mais solicitada pelos turistas, circula pelo Centro antigo de Manaus, entre o casario secular, os prédios históricos, passando pela orla do rio Negro, o mercado Adolpho Lisboa e o porto. Outras rotas seguem até a Ponta Negra ou rumo à ponte Rio Negro.

Muitos lugares históricos

No passeio de hoje, que terá como ponto de partida o largo de São Sebastião, em frente ao Teatro Amazonas, às 14h, a rota será um pouco diferente devido à enchente do Negro, que fez várias ruas da frente de Manaus serem fechadas para veículos.

A partida sempre acontece no largo de São Sebastião, junto ao imponente Teatro Amazonas – Foto: Divulgação

Do largo de São Sebastião o Amazon Bus seguirá para a av. Sete de Setembro, uma das mais antigas de Manaus, aberta durante o governo de Eduardo Ribeiro (1892/1896). No trajeto, prédios e locais públicos históricos: o Colégio Amazonense D. Pedro II, a praça Heliodoro Balbi (da Polícia), o Centro Cultural Palácio Rio Negro. A viagem segue rumo à av. Duque de Caxias, passando entre duas instituições de ensino tradicionais, o Ifam (antiga Escola Técnica Federal do Amazonas) e o Patronato Santa Terezinha, que durante décadas manteve o Museu do Índio, visitado por turistas do mundo inteiro, inclusive o príncipe Charles, em 1978, e que está fechado há algum tempo.

Da Duque para o Boulevard Álvaro Maia que, quando da sua inauguração na década de 1950, era o limite máximo da cidade. Depois, av. Djalma Batista.     

“Na Djalma Batista vamos dar uma parada no Shopping do Artesanato e Economia Solidária, localizado entre o Amazonas Shopping e o Manaus Plaza, na Galeria +, onde os ‘turistas locais’ poderão visitar as 88 lojas do espaço, e fazer compras”, destacou Wolnei.

Da Djalma Batista o routmaster ruma para a Arena da Amazônia circulando pelo Centro de Convenções Vasco Vasques, Arena Amadeu Teixeira, Avenida do Samba, Vila Olímpica e sambódromo. Em seguida, o destino é a Ponta Negra.

“Na praia da Ponta Negra os ‘turistas locais’ poderão descer, novamente, e fazer fotografias”, avisou.

O guia explica tudo

Depois da Ponta Negra, o próximo destino é a ponte Rio Negro.

“Na ponte, também, iremos parar num local estratégico para que as pessoas possam fazer fotos do belo visual que o rio proporciona”, disse.

Em seguida, o Amazon Bus retorna para o seu ponto de partida, no largo de São Sebastião, e os ‘turistas locais’ poderão fazer uma visita à Casa das Artes, que em breve inaugurará um café num dos seus espaços.

“Esses passeios demoram, em média, três horas, e são acompanhados por um guia que vai explicando, contando as histórias dos prédios e logradouros, e tirando dúvidas. Nesse primeiro passeio, antes da partida, ainda haverá uma visita ao Teatro Amazonas”, revelou.

O Amazon Bus tem capacidade para 15 pessoas, no andar de baixo, que é refrigerado, enquanto o andar superior, chamado de andar panorâmico, acomoda 55 pessoas sentadas, e possui teto removível.

“As pessoas podem chegar aqui, na hora e, se houver vaga, embarcar, mas o ideal é fazer um agendamento através de nosso telefone: 9 9127-8529. Hoje só estamos aceitando até 50% da lotação, disponibilizamos álcool em gel e realizamos medição de temperatura. Foi feita higienização e ozonização em todo o interior do veículo”, explicou.

Valores para turistas: R$ 80; amazonenses: R$ 40; professores, alunos e idosos: R$ 20.

Grupos podem alugar o Amazon Bus para passeios na Região Metropolitana – Foto: Divulgação

Grupos que desejarem, podem marcar passeios pela Região Metropolitana: Açutuba, Paricatuba, Rio Preto da Eva, Presidente Figueiredo, Novo Airão, Iranduba, Manacapuru, entre outros, para voltar no mesmo dia ou pernoitar nesses lugares.     

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email