AM tem o 2° menor custo do Norte

Mesmo estando acima da média nacional, custo regional da construção civil no Amazonas apresentou o segundo melhor resultado da região Norte no mês de abril.
Segundo dados do Índice Nacional da Construção, divulgados na última sexta-feira (9) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o custo regional da construção por metro quadrado no Estado fechou o mês passado em R$ 883,35. O resultado é ligeiramente superior ao índice obtido em março, quando o custo do metro quadrado construído no Amazonas foi de R$ 881,48.
Na região Norte, onde a média no período foi de R$ 889,74/m², o resultado do Amazonas só ficou atrás do custo obtido pelo Estado do Pará, que ficou fixado em R$ 862,76/m². No entanto, o custo da construção civil amazonense ficou acima da média nacional, que foi de R$ 877,19/m².
Segundo Eduardo Lopes, presidente do Sinduscon (Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas), este aumento inferior a 1% reflete a estabilidade na qual o setor da construção civil está inserido desde o ano de 2012. “Isso demonstra a estabilidade no preço dos materiais. Os custos com mão de obra também só devem sofrer alteração em junho deste ano. Isso demonstra a estabilidade do mercado. Não houve nenhum fator sazonal que pudesse alterar este cenário”, explicou Lopes.
Na opinião do presidente do Sinduscon, os custos de construção estáveis, representam, para o consumidor que deseja investir em imóveis, a segurança de que não haverá variações significativas nos preços ou nas condições de financiamento.
“(O cenário) Permanece inalterado. O cliente não vai ter nenhum benefício imediato, mas em compensação não terá nenhum aumento também, o que representa justamente esta estabilidade da qual estamos falando”, garantiu.
Ainda segundo o IBGE, deste montante os custos com materiais de construção foram os que mais pesaram na conta, sendo R$ 519,26 relativos a material e R$ 364,09 à mão de obra.
Sem considerar a desoneração da folha de pagamento, o custo local da construção, por metro quadrado, fechou abril em R$ 939,53.

Índice da construção
No Amazonas, o Sinapi (Índice Local da Construção Civil), calculado pelo IBGE em parceria com a Caixa Econômica Federal, apresentou variação de 0,21% em abril, ficando 0,05 ponto percentual acima da taxa de março (0,18%). Considerando o período de janeiro a abril, o resultado foi de 1,30%, enquanto em igual período de 2013 havia ficado em 0,10%. O acumulado dos últimos 12 meses situou-se em –0,37%. Em abril de 2013 o índice foi de 0,29%.
Estes resultados acumulados levam em conta a desoneração da folha de pagamento de empresas do setor da construção civil prevista na lei 12.844, sancionada em 19 de julho de 2013. Quando não considerada a desoneração da folha de pagamento o acumulado no ano ficou em 0,2% e nos últimos 12 meses em 5,96%.

Brasil
No país, o Índice Nacional da Construção Civil variou 0,46% em abril, após uma alta de 0,62% em março. O índice acumulado no ano é de 1,99%, e, em 12 meses, alcançou alta de 0,71%. Segundo o IBGE, o custo nacional da construção alcançou R$ 877,19 por metro quadrado em abril, acima dos R$ 873,20 por metro quadrado estimados em março. A parcela dos materiais variou 0,38%, enquanto o custo da mão de obra ficou em +0,55% em abril, ante +0,03% em março.
Os custos regionais, por metro quadrado, foram: R$ 889,74 (Norte); R$ 826,76 (Nordeste), R$ 912,44 (Sudeste); R$ 886,85 (Sul) e R$ 878,69 (Centro-Oeste).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email