10 de abril de 2021

Alta nos juros desacelera crédito,avalia Serasa

O Indicador Serasa Experian de Perspectiva do Crédito ao Consumidor caiu 1,1% em março de 2010, a quinta queda mensal consecutiva, atingindo 104,3.

O Indicador Serasa Experian de Perspectiva do Crédito ao Consumidor caiu 1,1% em março de 2010, a quinta queda mensal consecutiva, atingindo 104,3. Tal movimento sinaliza que o crédito ao consumidor, após ter crescido de maneira acelerada desde o segundo semestre de 2009, entrará em trajetória de expansão mais moderada a partir dos próximos meses.
A avaliação é do Serasa. A desaceleração, que deve começar no segundo trimestre, tende a ser mais acentuada na segunda metade do ano, tendo em vista que o Indicador Serasa Experian de Perspectiva do Crédito ao Consumidor, deslocado seis meses adiante, ainda permanece acima do nível 100, com volume de concessões superior à sua trajetória de longo prazo.
O ciclo de elevação da taxa básica de juros, iniciado em abril, determinando a curto e médio prazos o encarecimento do crédito no consumo, e a retirada dos estímulos fiscais aos bens duráveis figuram entre os fatores que irão proporcionar alta mais moderada do crédito com recursos livres ao consumidor, a partir dos próximos meses, conforme análise dos economistas da Serasa Experian.
Já para as empresas, o Indicador Serasa Experian de Perspectiva do Crédito às Empresas recuou 0,2% em março perante fevereiro. Com isso o indicador atingiu o valor de 97,5. Foi o quinto mês consecutivo de variações mensais negativas, embora de menores magnitudes.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email