Alta no pagamento por aproximação

A pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2) vem trazendo uma série de novos hábitos e uma das alternativas de compras explodiu em crescimento no primeiro semestre brasileiro: os pagamentos por aproximação com cartões de crédito e débito tiveram um aumento de 330% em relação ao mesmo período do ano anterior, com um volume de R$ 3,8 bilhões. Os números são da Abecs (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços), divulgados na última semana.

O segundo trimestre de 2020, que foi quando a crise da covid-19 realmente impactou com mais intensidade o comércio brasileiro, o pagamento por aproximação cresceu 256% em relação a abril, maio e junho de 2019, com um salto de transações de R$ 1,2 bilhão para R$ 4,3 bilhões. Dessas operações, R$ 3 bilhões foram no cartão de crédito (+178%) e R$ 1,1 bilhão no de débito (+792). Os pré-pagos somaram R$ 348 milhões (+716%).

Além disso, o e-commerce registrou um volume de R$ 173,5 bilhões, com alta 18,5% em relação ao primeiro semestre do ano passado, confirmando a tendência de compras remotas por conta das orientações de distanciamento social. A quantidade total de transações no período foi de R$ 10,5 bilhões, um aumento de 0,4%.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email