Alta do petróleo pode criar risco de inflação na zona do euro

O BCE (Banco Central Europeu) alertou na quinta-feira que a recente alta do petróleo é um “aviso” dos potenciais riscos inflacionários vindos dos preços das matérias-primas.
Em seu boletim de agosto, publicado ontem, o BCE afirmou porém que as principais pressões para a estabilidade de preços na zona do euro estão relacionadas a fatores internos. O banco destacou que “a utilização dos recursos da economia é alta e o emprego cresce fortemente, portanto surgem restrições das capacidades que podem levar a dinâmicas mais fortes que o esperado nos salários e custos”.
Além disso, o BCE avaliou que “a força dos preços em segmentos do mercado com um nível baixo de competitividade pode aumentar as margens de lucro” das empresas. O relatório alerta para “significativos riscos de alta dos preços” nesses setores e recomenda que todas as partes “cumpram as suas responsabilidades”. “A força da taxa subjacente da expansão monetária confirma a existência de riscos de alta para a estabilidade de preços a médio e longo prazo”. Ao mesmo tempo, o banco apontou que possíveis aumentos adicionais nos preços administrados e nos impostos indiretos e “o potencial caráter cíclico da política fiscal em alguns países” também podem criar pressões inflacionárias.
A entidade considerou que, “dado o bom ambiente econômico da zona do euro, a política monetária do BCE continua expansiva”, mantendo condições de financiamento favoráveis, crescimento monetário e do crédito vigoroso e ampla liquidez.
O BCE manteve a taxa de juros na zona do euro em 4% na semana passada.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email