Alta demanda faz crescer produção de ar condicionados no PIM

As temperaturas elevadas têm motivado as fábricas do PIM (Polo Industrial de Manaus) a ampliar a  produção de ar condicionado e as redes de móveis e eletrodomésticos de Manaus movimentarem as vendas do produto.  A Eletros (Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos) confirma que a produção está aquecida devido ao aumento da demanda. 

De acordo com o presidente da Eletros, Jorge Nascimento, o aquecimento na produção está associado ao crescimento da procura pelos produtos. “Início da sazonalidade de vendas para o próximo verão, quando a indústria produz mais para que na chegada dessa estação do ano, o varejo faça o seu estoque para atender a demanda”.

De janeiro a julho as vendas de ar-condicionados registraram incremento de 37% em comparação ao mesmo período do ano passado. Já no mês de julho houve aumento de 17,7% em relação a julho de 2020.  Para o presidente da Eletros, o verão amazônico sempre impulsiona a produção dos produtos. “Não somente pela chegada do verão do Amazonas, mas de todo o país”. 

Essa tendência deve ser ainda maior nos próximos meses, segundo o presidente do Sindivarejista Teófilo Gomes. “A nossa expectativa é um impulso significativo de um modo geral até novembro, quando inicia o período de chuvas na região”. 

“O consumo de aparelhos para refrigeração nesse período é inquestionável você verifica as grandes ofertas das empresas comerciais de aparelho,  não resta a menor dúvida”, confirma.

Ele observa ainda uma grande oferta de ar condicionados de janela e do modelo split, que praticamente tem pouca  diferença de preços entre um e outro, apenas o processo de instalação.  “A demanda cresce bastante e vai continuar independente da sazonalidade porque é evidente esta necessidade de refrigerar o ambiente no clima de Manaus que mesmo em período de chuva é abafado”, avalia.

Vendas aumentaram 

Em uma das redes de móveis e eletrodomésticos de Manaus, os ar condicionados de janela  tiveram crescimento entre 10% a 15% na demanda em relação ao ano passado, já os aparelhos condicionadores modelo split correspondem a 5%.  “O verão justifica a demanda pelos produtos relacionados ao verão, como refrigeradores e ainda os ventiladores que continuam responsáveis por grande parte das comercializações com aumento acima de 50%”, detalhou o superintendente comercial da TV Lar, Humberto Oliveira.

Ele observa que o consumidor cada vez mais está buscando um produto para o seu conforto. E o ar condicionado em Manaus passou a ser  produto de extrema necessidade. 

O superintendente lembra que os reajustes nos produtos foram inevitáveis, dado que em função da escassez de matéria-prima e a dificuldade de transporte, acabaram agravando aumentando o custo. “Os produtos este ano tiveram um aumento em comparação ao ano passado, porém a gente consegue entregar os itens com valor bem acessível para os nossos consumidores”. O ar condicionado de 7 mil btus, está a partir de R$1399 o de 10 mil btus a partir de R$1.799, segundo Humberto, nas promoções esses preços tendem a baixar bastante. 

O grupo DB está investindo na aquisição de produtos e têm oferecido preços muito competitivos. Este ano a expectativa de crescimento é de 15% nas vendas de ar condicionado,  splits e refrigeradores.

As vendas estão sendo concentradas nos hipermercados e magazines. Embora não tenham números fechados sobre o volume de comercialização, a empresa considera que o mês de agosto foi melhor que o ano passado.  Mas também lembram  sobre a variante econômica em função da pandemia que no ano passado não permitiu vendas presenciais desses produtos e isso impactou negativamente nas vendas.

Números

De janeiro a junho a produção de condicionadores de ar do tipo split system apresentou um crescimento de 68,33%, em relação a igual período do ano passado. Foram produzidos  3.128.425 aparelhos, volume maior em relação às 1.858.523 unidades produzidas no mesmo semestre de 2020. Além disso, comparando à 2019, o crescimento foi ainda maior, de 109%, saindo de 1.495.851 unidades para as mais de 3 milhões no ano corrente. Os dados fazem parte dos indicadores mais recentes divulgados pelo PIM. 

Conforme a Eletros, o segundo semestre de 2021 deve ter um ritmo de crescimento acima do ano passado, tanto na produção quanto na comercialização dos produtos. A projeção do setor é que  a produção e comercialização de ar-condicionados para o segundo semestre registrem crescimento maior que em 2020. 

Foto/Destaque: Divulgação

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email