ALL investe mais de R$ 100 milhões em vagões e locomotivas

De outubro do ano passado a junho deste ano, 937 vagões foram recuperados ou transformados pelas oficinas da ALL em Rio Claro, Sorocaba (SP), Ponta Grossa e Mafra (PR). Somente em Ponta Grossa (PR) e Mafra (SC), foram 307 ativos. Mais de R$ 100 milhões já foram investidos pela companhia no Programa de Recuperação de Vagões e Locomotivas, que tem como objetivo aumentar o número de ativos e melhorar a operação ferroviária.
As oficinas de Mafra de Ponta Grossa foram responsáveis por 32% de toda a recuperação de vagões desde o início do projeto, em outubro passado. “Apesar de os ativos serem da Malha Norte, boa parte deles foi recuperada em oficinas do Paraná e Santa Catarina”, afirmou Hilton César de Freitas, gerente de Vagões da Malha Sul.
A oficina de Mafra realizou 101 reformas, enquanto Ponta Grossa foi responsável por 206, das 307 realizadas no Paraná e Santa Catarina.

Condições precárias

Quando assumiu o controle das ferrovias Ferroban, Ferronorte e Novoeste, em maio do ano passado, a ALL, além de receber a malha em condições precárias de manutenção, encontrou 42% dos vagões sem possibilidade de uso.
Eram 5.300 vagões parados em oficinas e ao longo do trecho por aguardarem peças para manutenção ou, ainda, por estarem acidentados e esperando, há anos, por reparos.

Ativos sucateados

De 5.300 vagões, cerca de 3.000 eram considerados sucatas e seriam devolvidos ao controle da Rede Ferroviária Federal. Depois de uma detalhada análise, a ALL concluiu que era possível a recuperação desses ativos e iniciou, então, o programa. “Estamos tirando os vagões e locomotivas que estavam abandonados pelo trecho. Com isso, além de aumentar o número de ativos na operação ferroviária, o que melhora a circulação e possibilita o crescimento do volume transportado por ferrovia no Brasil, a ação também atende a um pedido de várias cidades”, explicou Raimundo Pires da Costa, diretor de Operações da ALL. O mesmo aconteceu com as locomotivas. No mesmo período, as oficinas de Araraquara e Curitiba recuperaram 65 ativos.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email