9 de maio de 2021

Desde o início da pandemia de coronavírus, a FAS – Fundação Amazônia Sustentável articulou uma aliança de parcerias que já envolve mais de 110 instituições parceiras, comprometidas num trabalho de cooperação voltado para o enfrentamento da Covid 19 no estado do Amazonas, com prioridade para o apoio de comunidades ribeirinhas e aldeias indígenas, mas também com ações de apoio à segmentos vulneráveis de Manaus e de diversas cidades do interior.

A denominação dessa conjugação de esforços, de origem não governamental, mas que conta também com a integração de diversas instituições públicas que atuam na área de saúde  é “Aliança dos Povos Indígenas, Populações Tradicionais e Organizações Parceiras para o Enfrentamento do Coronavírus”. Essa nomenclatura é muitas vezes abreviada para a sigla Aliança Covid Amazonas e foi responsável por beneficiar mais de 311.000 pessoas no ano de 2020, com centenas de ações de suporte durante a pandemia.

A Aliança CovidAM obteve doações de muitos itens essenciais no enfrentamento da Covid 19, como oxímetros, EPIs, respiradores, termômetros, medidores de pressão e de glicose,  máscaras, kits de higiene, alimentos, combustível… Todos repassados diretamente para Secretarias Municipais de Saúde, DSEIs, Associações Comunitárias, Associações Indígenas, Entidades Filantrópicas,etc. Esse esforço, que contou com apoio de empresas, embaixadas, fundos de apoio e pessoas físicas levou a própria FAS a criar o Programa de Saúde na Floresta, que hoje é responsável pela execução de diversos projetos importantes como na área pioneira de Telessaúde, em parceria com a UEA e a NiltonLins e capacitações de agentes comunitários de saúde, em parcerias com o CETAM e secretarias municipais de saúde. 

Como desdobramento desse processo também houve a formulação de um projeto de pesquisa e de incremento do “Sus na Floresta”, que visa diagnosticar e apresentar propostas de melhoria para o atendimento de saúde nas comunidades remotas, seja em terras indígenas ou em áreas habitadas por populações ribeirinhas tradicionais.

A iniciativa da criação da Aliança se deu a partir de propositura do professor Virgílio Viana, Superintendente Geral da FAS e contou com a progressiva adesão de instituições de ensino e de pesquisa, além de outros apoiadores, como o “Todos pela Saúde”, a Embaixada da França e diversas outras entidades parceiras. Além disso, destaca-se o Comitê Científico da Aliança e o Comitê Orientador do Sus na Floresta, compostos por profissionais de alto gabarito na área de saúde pública, que se dispuseram a dar sua valiosa colaboração para a orientação das ações da Aliança.

De fato, chegamos ao final do ano de 2020 sob o signo  da esperança da vacinação, que permanece como uma autêntica “luz no fim do túnel”, mas não esperávamos a nova onda de Covid 19 com a intensidade deste Tsunami que devastou e continua a devastar tantas vidas em Manaus e , infelizmente, também no interior do estado.

Diante da situação vulnerável dos municípios amazonenses, a Aliança se envolveu novamente no esforço concentrado por novas doações a serem repassadas para o interior. Em 2021 já apoiamos o transporte de mini usina de oxigênio hospitalar e concentradores de oxigênio para Manaus, que estão sendo enviados pelo interior, em ações cooperadas com a SES e as secretarias municipais. E fizemos entregas de respiradores e concentradores de oxigênio para Iranduba, Manacapuru, Nova Olinda do Norte e São Gabriel da Cachoeira, devendo expandir o atendimento, a partir da próxima semana para outros municípios. Além disso reiniciamos o apoio social com kits de higiene e outros itens  para comunidades vulneráveis e profissionais de saúde que atuam no combate a Covid 19.

Esta é uma hora em que a solidariedade não deve ser apenas uma opção, mas uma exigência ética da sociedade. Na Aliança todos os parceiros são valiosos, porque podem auxiliar, no seu campo de ação, a salvar vidas! A cooperação é fundamental, seja com as prefeituras municipais, a Secretaria Estadual de Saúde e a de Meio Ambiente, o Ministério da Saúde, o Hospital Sírio Libanês, dentre outros, como também com organizações não governamentais que fazem parte da Aliança ou com ela interajam.

Se você quiser conhecer melhor o trabalho da Aliança e cooperar de alguma maneira, pode acessar a página da FAS , onde encontrará informações mais detalhadas: fas-amazonas.org . 

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email