Alerj aprova resolução para soltar deputado

A Alerj (Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro) aprovou o projeto de resolução encaminhado pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) que considerou inconstitucional a prisão do deputado estadual Álvaro Lins (PMDB-RJ). O advogado Manoel de Jesus, que defende Lins, disse que o deputado deve ser solto.
O projeto foi aprovado com 40 votos favoráveis, 15 contrários e nenhuma abstenção. Para ser aprovado, o projeto precisava de 36 votos. A Assembléia do Rio tem 70 deputados, 17 deles do PMDB, que tem a maior bancada.
De acordo com a assessoria da Alerj, Lins -preso na quinta-feira pela Polícia Federal- tem de ser solto imediatamente a partir da aprovação do projeto de resolução. O argumento é que Lins tem foro privilegiado e por isso sua prisão precisa da aprovação da Casa Legislativa para ser efetivada. Ex-chefe da Polícia Civil do Rio, Lins foi preso em flagrante.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email