ALE discute reestruturação da UEA

O vice-governador do Estado, José Melo, anunciou ontem, 05, na ALE (Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas), o projeto do governo para a reestruturação da UEA (Universidade Estadual do Amazonas). A meta é reduzir os gastos da instituição de R$ 18 milhões para R$ 7 milhões anuais. De acordo com Melo, a contenção será realizada primeiramente através de reformulação no quadro de funcionários, e faz parte do processo de consolidação da universidade criada em 2001.
“A UEA sofreu um crescimento considerável ao longo de dez anos. Passamos de 2 mil alunos para 27 mil, e ainda assim mantivemos a mesma estrutura do início. Por conta disso, vinha-se trabalhando com uma política descentralizada, onde instituições não governamentais eram responsáveis por dar apoio a universidade. Agora ela terá estrutura e cargos próprios”, ressaltando que a iniciativa resultará no PCCS (Plano de Cargos, Carreiras e Salários) dos funcionários da UEA. Outras mudanças também devem ocorrer. Segundo o vice-governador, o Conselho Universitário da UEA será reformulado com a chegada de novos integrantes, devido o aumento de diretoria. “Será importante na distribuição dos trabalhos”, avaliou. Entretanto, Melo descartou a implantação de concurso público na instituição e sinalizou a criação de novos cursos voltados para as demandas da economia estadual. Ele destaca que o Amazonas desponta para novas riquezas, como petróleo, gás e minerais. “A universidade está sendo consolidada e precisa se voltar para a formação de uma massa crítica, com conhecimento nessas áreas especificas”, observou.
Para o presidente da ALE, deputado Ricardo Nicolau (PRP), o projeto é extremamente importante para a educação universitária da região. Após a reunião com o vice-governador e ao menos 15 de seus pares, o presidente anunciou que a Casa votará a proposta na próxima quinta-feira, 7. “O assunto foi amplamente discutido. Acredito que todos os parlamentares puderam tirar suas dúvidas. Estamos prontos para votar ainda nessa semana”, frisou.
Quem também esteve presente na reunião foi o reitor da UEA, professor José Aldemir de Oliveira, que enfatizou a necessidade da criação de mecanismos para auxiliar o desenvolvimento da estrutura já existente na instituição. Em entrevista aos jornalistas presentes na Assembleia, José Aldemir destacou que a ação dará transparência aos atos realizados na UEA. Questionado pela reportagem sobre iniciativas para o melhoramento da estrutura física da universidade, o reitor salientou que elas vêm sendo realizadas de forma contínua. José Aldemir assegurou que alguns tópicos reivindicados pelos acadêmicos, no fim do ano passado, foram revistos e melhorados.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email