ALE concede título de Cidadão do Amazonas para Paiva Neto

O diretor-presidente da Legião da Boa Vontade, José de Paiva Neto, 66, já é cidadão amazonense. O título foi concedido ontem pela ALE (Assembléia Legislativa do Estado) e entregue ao seu filho, o maestro legionário José Eduardo Paulote de Paiva. Paiva Neto está no Rio Grande do Sul, em tratamento de saúde (alergia), e por recomendações médicas não pode vir a Manaus.

O título de Cidadão do Amazonas, concedido a Paiva Neto, foi proposto pelo deputado Sinésio Campos (PT) para homenagear o homem que “é um exemplo a ser seguido pelos serviços que tem prestado ao Brasil e ao Amazonas”. O homenageado, como destacou Campos teve sua infância e juventude marcadas pela preocupação incomum com temas espirituais, filosóficos, educativos, sociais, políticos, científicos, econômicos, e por um profundo senso de auxílio aos necessitados.

Em seu discurso de agradecimento pelo título concedido ao pai, José Eduardo Paulote de Paiva reafirmou a posição da LBV, contra o aborto. “A Ciência vive se contradizendo em relação ao aborto, se a vida começa ou não com a fecundação.

Como no Direito, em que a defesa é do réu, há de se pensar que, no caso, o feto é o réu”, disse o maestro e legionário, que também fez um relato da dedicação do pai ao ecumenismo e destacou a atuação e a expansão da entidade no Brasil e no Mundo.

Segundo ele, a Legião da Boa Vontade, com 57 anos de atuação, é pioneira no ecumenismo e seu pai se apaixonou pela vida de dedicação ao próximo. José Eduardo agradeceu a homenagem a Paiva Neto ainda em vida. “É poético lembrar das pessoas que batalharam depois que estiverem mortas. Por isso me sinto honrado como filho, como brasileiro e acima de tudo como legionário”, disse ele, destacando que a LBV é reconhecida pela ONU (Organização das Nações Unidas) e também está presente em países como Bolívia, Portugal e Estados Unidos. No Brasil, lembrou a criação da supercreche da LBV em Rezende (São Paulo), na década de 80 e destacou a importância da atuação da entidade no Estado.

A sessão, presidida pelo deputado Belarmino Lins (PMDB), contou com a presença do secretário extraordinário do Governo, Wanderley Dallas; do desembargador Jovaldo Aguiar, presidente do TRE (Tribunal Regional Eleitoral); da vereadora Cláudia Janjão; do tenente-coronel Lauro Cláudio Borate, representado o 7º Comar; do gerente regional da LBV, Mauro Rodrigues Lima e da gerente administrativa da Legião, Edizeres Santos, além do secretário executivo de Geodiversidade do Amazonas, Daniel Borges.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Siga-nos

Notícias Recentes

JC Play

Podcast

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email