Água mineral deve ter alta de 10% na produção

A produção de água mineral no Amazonas em 2007, conforme projeção do DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral), deve alcançar 103,750 milhões de litros, registrando o acréscimo de 10% em comparação ao ano anterior. Segundo o chefe do 8º Distrito do DNPM, Fernando Burgos, a produção de água mineral no Estado,em 2006 atingiu 94,270 milhões litros.
O total do faturamento das quatro empresas envolvidas no levantamento realizado pelo órgão de pesquisa -Minalar, Santa Cláudia, J. Cruz e Águacrim- foi de R$ 25,378 milhões no ano passado.

Na avaliação dos fabricantes de água mineral, o período de melhor rendimento para vendas do produto é o verão. No Amazonas, as vendas são estimuladas nos meses de junho, chegando até novembro. O gerente administrativo da Minalar, Mário Alberto, confirmou que, nesta temporada, os negócios deste segmento são incrementados.
Aproveitando o calor amazônico, a projeção do fabricante, que trabalha somente com água mineral, é alcançar crescimento de 10% no próximo trimestre em relação a igual período do ano passado.
“A expectativa é atingir aumento nas vendas, principalmente, em outubro e novembro. Já em dezembro e janeiro, nossa expectativa não é muito boa, devido ao período de férias e festas de fim de ano, cujo período é favorável para os produtores de refrigerantes”, explicou o gerente.

Segundo Mário Alberto, o foco das vendas da empresa são as licitações com órgãos públicos. Entre os 500 clientes da Minalar, a maioria são órgãos públicos, como a Prefeitura Municipal de Manaus, Caixa Econômica Federal, Polícia Rodoviária, entre outros. Nos primeiros sete meses de 2007, a empresa obteve acréscimo de 20% nos negócios, ante aos mesmos meses de 2006.
No acumulado deste ano, a empresa fez investimentos de aproximadamente R$ 440 mil, com melhoramento nas frotas de caminhões para transporte de cargas e máquinas de vasilhames de 20 litros (garrafões), com capacidade de produção de mil unidades por hora, e de garrafas PET, que produz 7.000 embalagens por hora.

Além de Manaus, a Minalar vende seu produto para outros municípios do Amazonas, como Tefé, Tabatinga, Maués, São Gabriel da Cachoeira, Coari e Parintins e ainda para Oriximiná, no Pará. A fabricante de água mineral, há 20 anos no mercado, tem 50 funcionários diretos e cerca de 60 indiretos. São produzidos por mês 925 mil litros mensalmente. Conforme o dirigente, o diferencial da Minalar é a rapidez na entrega e a produção de copinhos de água, produto fabricado por poucas empresas em Manaus.

Vendas em alta no verão

A projeção da A J. Cruz Indústria e Comércio, responsável pela fabricação, industrialização, envasamento e comercialização dos produtos da marca Magistral e fabricante da água mineral Yara, é crescer em 7% as vendas nos últimos três meses do ano. Segundo o gerente comercial da Magistral, Cezar Botero, este é o período em que a empresa alcança o maior volume de vendas. A água mineral Yara representa 25% das vendas da fábrica, que produz também refrigerantes.

De acordo com Botero, a Magistral teve crescimento de 7,5% no acumulado destes primeiros setes meses do ano, em comparação com 2006. A estimativa é fechar 2007 com crescimento de 5,5%, em relação ao ano anterior. A empresa atende o Amazonas, Roraima, Acre e sul do Pará. Seus produtos são exportados, ainda em pequena escala, para a Colômbia e Guiana Inglesa.

O gerente industrial e de qualidade da Amazon Refrigerantes, Clodomir Thomaz Aquino, disse que a projeção de vendas da Água Crim nestes últimos três meses do ano é obter acréscimo de 30%, comparando com o ano passado. Levando em consideração todo o ano, a expectativa do executivo é superar 40% os negócios do ano anterior.

Segundo Clodomir Aquino, a Águacrim é vendida para todos os municípios do Amazonas, Boa Vista (RR) e os municípios de Santarém, Óbidos, Oriximiná e Itaituba, no Pará.
De acordo com os indicadores da Suframa (Superintendência da Zona Franca de Manaus), no acumul

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email