Agropecuária deve crescer 9% no ano

O desempenho do setor agropecuário tem sido impulsionado pela valorização dos preços internacionais das principais commodities agrícolas e pelo aumento da produtividade. A avaliação é da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que divulgou nota ontem (29) para comentar o desempenho do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país. No primeiro trimestre deste ano, comparado com os três últimos meses de 2012, o PIB cresceu 0,6%.
O setor agropecuário puxou o crescimento da economia, no primeiro trimestre. A agropecuária registrou expansão de 9,7% no período em relação ao três últimos meses de 2012. Os serviços tiveram aumento de 0,5%. Já a indústria teve queda de 0,3%.
Na comparação com o primeiro trimestre de 2012, a expansão do setor agropecuário ficou em 17%. De acordo com a CNA, a colheita da maior parte das lavouras da safra de verão ocorre nos primeiros meses do ano, o que refletiu positivamente no resultado divulgado na quarta-feira. Esse é o maior aumento desde o segundo trimestre de 1998, que havia sido de 13,9%.
Segundo a CNA, a expectativa é que o setor agropecuário cresça cerca 9% no acumulado deste ano. Para a CNA, essa perspectiva indica a recuperação das perdas causadas por problemas climáticos em 2012.
Para a CNA, o Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2013/2014, a ser anunciado na próxima terça-feira (4) pelo governo, deve solucionar problemas estruturais que impedem o crescimento ainda maior do setor. De acordo com a CNA, as medidas do plano devem incluir o aumento da capacidade de armazenagem da safra, a criação de uma agência de extensão rural e a ampliação da cobertura do seguro agrícola, além da expansão do crédito rural. Segundo a CNA, essas medidas podem garantir a continuidade do ciclo de expansão da agropecuária brasileira em 2014.

Safras

Entre os fatores que levaram ao crescimento da agropecuária estão os aumentos das safras de soja, milho, fumo e arroz. De acordo com Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, a soja deve ter aumento de 23,3% no ano, enquanto a produção do milho deve crescer 9,1%.
“Lembrando que a gente está comparando com um ano que foi muito prejudicado por fatores climáticos. O ano passado foi um ano muito ruim para a lavoura, com seca etc. Também houve um crescimento importante na soja, que representa 20% da lavoura”, disse a gerente de Contas Nacionais do IBGE, Rebeca Palis.
Na comparação com o último trimestre de 2012, houve crescimentos também nos setores de administração, saúde e educação públicas (0,8%), atividade imobiliária e aluguel (0,7%), comércio (0,6%), indústria da transformação (0,3%) e intermediação financeira (0,1%).
Já as maiores quedas foram observadas pelos segmentos de indústria extrativa mineral (-2,1%), transporte, armazenagem e correio (-0,9%) e outros serviços (-0,5%).

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email