Agricultores familiares negociam US$ 1 milhão

As 15 cooperativas presentes no estande do MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário) na BioFach 2010 conseguiram o melhor desempenho comercial desde que o Ministério começou a apoiar a participação de empreendimentos da agricultura familiar no evento. A feira é a maior de produtos orgânicos do mundo e teve este ano a sua oitava edição, de 17 a 20 de fevereiro, em Nuremberg, na Alemanha.

Segundo o diretor de Geração de Renda e Agregação de Valor da SAF/MDA (Secretaria de Agricultura Familiar), Arnoldo de Campos, foram fechados negócios de US$ 1.04 milhão diretamente na feira. Outros US$ 3.85 milhões foram abertos durante a BioFach e, se fechados, poderão gerar até US$ 4.9 milhões em negócios decorrentes da participação na feira. Em 2009, os negócios fechados diretamente na BioFach ou decorrentes dela somaram US$ 1.3 milhão. Ao final de 2010, os negócios deverão ser pelo menos 100% maiores do que no ano anterior, destaca Campos.

O MDA tem promovido a participação de cooperativas de agricultores familiares na BioFach desde 2003. Este ano, foi reunida a maior delegação, com 15 cooperativas. No ano anterior, foram nove empreendimentos.

Agricultura familiar

A agricultura familiar levou para a feira produtos como castanha-do-brasil, castanha de caju, cacau, guaraná, café, açúcar mascavo, melado, mel, cachaça, licores e caipirinha, derivados de umbu, manga, maracujá, morango, tangerina, entre outras frutas, plantas medicinais e aromáticas, erva mate, entre outros produtos.

Visitaram o estande do MDA, 244 empresas, representantes de 53 países. Entre as mais interessadas destacam-se as empresas da Alemanha (56), Brasil (33), França (22), Itália (13), Estados Unidos (8), Holanda (8), Suíça (7), Bélgica (6) e Espanha (5). Entre as novidades este ano, a visita de empresários da China (5), Austrália (5), Israel (5) e Turquia (4). Países como Irã, Arábia Saudita, Armênia, Sérvia, República Tcheca, Índia, Espanha, Malásia, entre outros, também visitaram o espaço brasileiro.

Produtos diferenciados

De acordo com o diretor do MDA, o Brasil compareceu com produtos de qualidade, diferenciados, com características muito peculiares e com forte apelo social e ambiental, requisitos muito valorizados no mercado de produtos orgânicos internacional.

A seleção dos participantes foi feita por meio de chamada púbica em 2009 e teve, entre os critérios de escolha, ser um empreendimento da agricultura familiar, ter capacidade exportadora e certificação orgânica internacional. Entre os negócios já realizados ou abertos na feira deste ano, as cooperativas da região Sul responderam por 47%, seguidas pelas do Nordeste, com 34%. As do Norte representaram 11% do total e as cooperativas do Centro-Oeste 8%.

Qual sua opinião? Deixe seu comentário

Gostou do Conteúdo? Assine nossa Newsletter

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
WhatsApp
Email

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email